Portuguesa chega aos cinco pontos e perde oportunidade de se aproximar dos líderes. Grêmio-SP deixa zona de rebaixamento

A Portuguesa não conseguiu o resultado que queria na reestreia de um de seus maiores ídolos recentes. No primeiro jogo depois da volta de Edno - que não conseguiu fazer uma boa partida e acabou saindo no segundo tempo -, a equipe ficou no empate com o Grêmio Barueri por 1 a 1, com um gol de pênalti para cada lado.

A Portuguesa teve um primeiro tempo de grande domínio, com algumas chances claras de gol, mas acabou não convertendo, o que complicou seu jogo para o segundo tempo, ainda mais após a expulsão de Marcos Pimentel.

Na segunda etapa, rapidamente o Barueri mostrou uma melhora com a entrada de Bebeto no lugar de Willian Henrique e conseguiu abrir o placar com Pedrão, de pênalti, aos 13. No minuto seguinte, também de pênalti, Marcelo Cordeiro empatou, dando números finais ao jogo.

Com o resultado, a Portuguesa chega apenas aos cinco pontos, perdendo a oportunidade de se aproximar dos líderes da Série B. O Barueri, por sua vez, chega aos quatro e sai da zona de rebaixamento.

O jogo

Com um jogo bastante parelho em seu início, o Grêmio-SP apareceu na bola parada para a primeira real chance de gol, ainda aos dez minutos. Depois de levantar na área e ver a bola ser afastada pela zaga, Alex Maranhão pegou a sobra e arriscou de fora da área. A bola quicou na frente de Weverton e subiu, complicando a vida do goleiro, que acabou soltando, mas se recuperando rapidamente.

Reestreando pela Portuguesa, atacante Edno disputa lance no empate com o Barueri
Gazeta
Reestreando pela Portuguesa, atacante Edno disputa lance no empate com o Barueri

Em seguida, o Barueri chegou novamente pela esquerda com Willian, mas Rogério conseguiu um corte providencial. Pouco depois, Marco Antônio recebeu pelo meio, avançou e bateu de muito longe. A bola foi forte e o goleiro Juninho espalmou.

Aos poucos, a Portuguesa foi conseguindo o domínio da partida e , em boa triangulação, chegou próxima do gol, depois de belo passe de Marco Antônio para Luís Ricardo. O árbitro, porém, marcou impedimento.

Quase aos 30 minutos, a Lusa teve a melhor oportunidade do primeiro tempo. O centroavante Luís Ricardo recebeu bola açucarada dentro da área, cara a cara com o goleiro, mas bateu em cima de Juninho. Na sobra, ele ainda tentou dois cruzamentos, mas a bola acabou morrendo pela linha de fundo. No lance seguinte, Pimentel cruzou para o "estreante" Edno, que tentou finalizar, mas não conseguiu.

Em belo contragolpe, aos 39 minutos, Henrique teve mais uma chance para a Portuguesa, mas novamente o time da capital perdeu. Luís Ricardo avançou pelo meio e abriu bem o jogo para Henrique. O meia recebeu dentro da área, dominou e bateu, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Antes do final da etapa inicial, Guilherme ainda arriscou de longe, mas mandou para fora.

Com dois minutos do segundo tempo, o Barueri conseguiu chegar bem ao ataque. Em boa jogada de contragolpe, armada por Alex Maranhão, Anselmo tabelou com Willian e ficou de frente para o gol, batendo forte. Weverton, porém, não teve dificuldades para defender no meio do gol.

Melhor no segundo tempo, o Grêmio-SP quase surpreendeu Weverton aos cinco. Alex Maranhão levantou na área bem fechado e o goleiro, ao achar que a bola sairia, deixou ela passar quase em cima da linha do gol, raspando o travessão.

Tentando melhorar no jogo, a Lusa partiu para cima e obrigou o goleiro Juninho a fazer grandes intervenções. Em dois levantamentos na área de Marco Antônio, o goleiro saiu bem e salvou sua equipe de sofrer o primeiro gol.

Aos 12 minutos, no entanto, o árbitro marcou pênalti para o Barueri. Depois de levantamento na área de Tesser, Saldanha foi agarrado por Pimentel na área e o Seneme assinalou a penalidade. Na cobrança, o artilheiro Pedrão chutou firme, no cantinho, sem chances para o goleiro Weverton, que foi na bola, mas não alcançou: 1 a 0 para o Barueri.

No lance seguinte, o árbitro mostrou que tinha critério. Em jogada muito parecida com a do pênalti para o Barueri, Douglas agarrou Luís Ricardo, da Portuguesa, na área e o árbitro marcou. Quem cobrou foi Marcelo Cordeiro, que tocou com categoria, no canto. O goleiro Juninho chegou a tocar nela, mas não conseguiu defender.

No minuto seguinte, Pimentel, que já tinha o amarelo, fez falta dura e acabou expulso, complicando a vida da Lusa. Na bola alçada na área, Douglas quase fez o segundo, mas mandou por cima do gol. Bebeto, bem no jogo, criava chances para o Barueri. Aos 26, Pedrão ficou cara a cara com Weverton e, livre, bateu, mas o arqueiro fez milagre e salvou a Portuguesa, que se fechou bastante com dez jogadores.

Aos 30 minutos, Edno, que não jogou bem, foi substituído por Raí, que logo tentou um chute de longe, mas não assustou o goleiro Juninho. Marcelinho teve uma grande chance de colocar o Barueri novamente à frente aos 34 minutos. O jovem, revelado pelo Corinthians, aproveitou sobra de escanteio, dominou e bateu livre, mas mandou para fora. Apostando nos contragolpes, a Lusa também chegou, mas não conseguiu assustar o goleiro Juninho.

Com outro levantamento na área, o Grêmio teve outra chance de marcar, mas a bola não chegou aos pés de Pedrão, que estava pronto para bater e fazer o gol da vitória. Já aos 43, Gamalho teve a chance do jogo. Dentro da pequena área, ele conseguiu dominar e bater, mas mandou longe do gol, por cima. No último grande lance do jogo, Guilherme quase deu a vitória à Lusa. O jogador tabelou com Henrique e, da entrada da área, bateu cruzado, pela linha de fundo.

FICHA TÉNICA
GRÊMIO BARUERI 1 x 1 PORTUGUESA

Local: Arena Barueri, em Barueri (SP)
Data: 11 de junho de 2011, sábado
Horário: 16h20 (horário de Brasília)
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (Fifa-SP)
Assistentes: Daniel Luis Marques e Alberto Poleto Masseira (ambos de SP)
Cartões amarelos: Marcos Pimentel e Ceará (Portuguesa) e Douglas e Leo Gamalho (Grêmio Prudente)
Cartão vermelho: Marcos Pimentel (Portuguesa)
GOLS: GRÊMIO BARUERI: Pedrão, aos 13 minutos do segundo tempo
PORTUGUESA: Marcelo Cordeiro, aos 14 minutos do segundo tempo

GRÊMIO BARUERI: Juninho, Saldanha, Alex Lima, Douglas e Willian; Alê, Anselmo (Leo Gamalho) e Alex Maranhão (Rafael Tesser); Marcelinho, Willian Henrique (Bebeto) e Pedrão
Técnico: Sergio Soares

PORTUGUESA: Weverton, Marcos Pimentel, Rogério (Leandro Silva), Mateus e Marcelo Cordeiro; Guilherme, Ananias (Ceará), Marco Antônio e Henrique; Luís Ricardo e Edno (Raí)
Técnico: Jorginho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.