Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na parte inferior da tabela, Flamengo tenta evitar desespero

Time precisa de mais cinco pontos para escapar matematicamente do risco de rebaixamento

Gazeta Esportiva |

Com 40 pontos conquistados, o Flamengo segue correndo risco de rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro. Pelas contas que estão sendo feitas pelos matemáticos, com mais cinco pontos o time carioca afasta qualquer risco de queda. A tabela porém não é das melhores para o time, que visita o Atlético-MG no próximo sábado, às 19h30 (de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG), em duelo direto contra a queda.

Uma derrota pode fazer com que o pelotão de baixo se aproxime de vez, tumultuando o já pouco tranquilo ambiente na Gávea. Após o duelo contra os mineiros, o Flamengo tem aquele que parece ser seu jogo mais calmo nesta reta final, pois recebe o Guarani, outro ameaçado, no Rio de Janeiro. Também em casa, os flamenguistas pegam o Cruzeiro, concorrente ao título e que será uma verdadeira pedreira. A última rodada será marcada por uma visita ao desinteressado Santos, na Vila Belmiro.

"Não temos que nos desesperar, pois dependemos dos nossos próprios resultados e a situação não é desesperadora. O Flamengo tem plenas condições de conquistar vitórias importantes nesta reta final de Campeonato Brasileiro e ainda teremos dois compromissos por fazer em nossa casa. Mas o foco é o jogo contra o Atlético-MG, que pode nos dar tranquilidade em caso de vitória", disse o zagueiro Ronaldo Angelim.

Outro que tenta manter a tranquilidade e contagiar os jogadores é o técnico Vanderlei Luxemburgo. O treinador não vê motivo para desespero pelos lados da Gávea, pois entende que o Flamengo precisa de muito pouco para permanecer na elite nacional.

"São quatro rodadas para ser campeão lá em cima e para nós também. A minha matemática é a seguinte: com quatro pontos eliminamos duas rodadas. Se tivéssemos vencido o Atletico Paranaense, por exemplo, praticamente resolveríamos a situação. Agora, temos mais uma oportunidade contra o Atlético-MG", afirmou Luxemburgo.

O lateral-direito Leonardo Moura concordou com o seu comandante, tentando tranquilizar jogadores e torcida. "A nossa equipe tem condições de afastar o risco de rebaixamento e antes da última rodada do Campeonato Brasileiro. Temos condições, inclusive, de classificar o time para a Copa Sul-Americana do próximo ano. Mas isso só será possível sem desespero e com equilíbrio para sabermos interpretar as situações que aparecem a cada rodada. Um bom resultado contra o Atlético-MG pode nos deixar em uma situação bem mais cômoda. Se a rodada for favorável então, o risco de rebaixamento pode praticamente sumir", analisou.

A escalação do Flamengo para o confronto diante dos mineiros deverá sair somente nos últimos treinos da semana. É certo porém que o treinador não poderá contar com o meia Renato Abreu e nem com o atacante Deivid, ambos suspensos por terem recebido o terceiro cartão amarelo na derrota para o Furacão. Em compensação, o treinador terá o retorno do volante Kléberson e do meia Petkovic, poupados nos últimos compromissos por conta de lesões musculares na coxa direita.

Fora de campo a diretoria está esperando o desfecho do Campeonato Brasileiro para definir a situação de alguns jogadores, que estão com o contrato vencendo. Uma barca bem grande deverá deixar a Gávea com atletas que não terão o vínculo renovado. Alguns nomes que serão liberados, embora os dirigentes não confirmem, são os dos volantes Toró e Kléberson, do meia Petkovic e do atacante Val Baiano.

Além disso, Vanderlei Luxemburgo será orientado ao aproveitar ao máximo as categorias de base do clube, pois sem a participação na próxima Copa Libertadores a receita para investiementos em contratações será bem menor do que foi para 2010. Isso pode dificultar a renovação com alguns atletas que estão em negociação, como o lateral esquerdo Juan.

Sobre reforços, a posição considerada prioridade é o gol, pois Marcelo Lomba, dono da camisa 1 após a prisão de Bruno, não conta com a confiança de todos para ser considerado titular absoluto do Flamengo. O nome de Felipe, ex-Corinthians e atualmente no Braga, de Portugal, interessa, assim como Lauro, que está tendo poucas oportunidades no Internacional.

Leia tudo sobre: campeonato brasileiroflamengofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG