Com proposta do futebol italiano, atacante quer receber uma valorização financeira da diretoria do Santos

O atacante Zé Eduardo, autor de dois gols do Santos na vitória por 3 a 0 diante do Mirassol, nesta quarta-feira, no estádio do Pacaembu, deixou o campo sendo bastante questionado sobre uma possível transferência para o Genoa, da Itália. O atleta disse que sua permanência no Santos não depende mais dele, e deixou claro que espera uma valorização financeira para ficar na Vila Belmiro.

“Fiz um contrato de risco em 2010. Mas, mostrei meu valor desde o ano passado, eu sei que estou valorizado. Não está mais em minhas mãos. Todos sabem que tenho a proposta do Genoa, e espero o melhor para mim e para o Santos”, afirmou Zé Eduardo, que marcou três gols nesta temporada.

O clube italiano já fez a proposta oficial para o Santos, e ofereceu cerca de 2,7 milhões de euros (cerca de R$ 6 milhões) por Zé Eduardo. A diretoria santista ainda estuda a oferta do Genoa, já que detém apenas 60% dos direitos econômicos do jogador. O restante pertence ao Pinheiros, clube de Santa Catarina.

Além de Zé Eduardo, o Santos deve perder o atacante Maikon Leite, que assinou um pré-contrato com o Palmeiras, e deve deixar o clube após o dia 23 de junho deste ano. Apesar das negociações, Maikon Leite e Zé Eduardo estão correspondendo dentro de campo, e juntos marcaram sete gols neste Campeonato Paulista.

“Eles mostraram que são profissionais, não tiraram o pé, estão ajudando o time. Espero que eles sejam felizes, aqui no Santos seria ótimo eles ficarem. Sabemos que o Maikon será difícil, e o Zé não sabemos exatamente”, afirmou o capitão da equipe, o zagueiro Edu Dracena.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.