Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na contramão corintiana, rival da Libertadores barateia ingressos

Cruz Azul do México cobra no máximo R$ 13. No Pacaembu, entrada mais barata é R$ 50

Bruno Winckler, iG São Paulo |

AE
Corinthians lota Pacaembu mesmo com ingressos mais caros
Valorizada por todos os clubes brasileiros, a Libertadores é vista pelos dirigentes do país como uma grande chance de lucrar com bilheteria nos jogos em casa pela competição. O Corinthians cobra até R$ 500 por um ingresso de seus jogos no Pacaembu. Na contra-mão à prática corintiana, o Cruz Azul, líder do grupo corintiano e rival do clube paulista no dia 14 de março, na Cidade do México, barateia os ingressos para seus jogos do torneio.

Leia também: Recordes de renda fazem Corinthians rechaçar shows em Itaquera

Nesta quarta-feira, o clube da capital mexicana anunciou os valores dos ingressos e o mais caro deles sai por R$ 13 para o torcedor que comprar por um site especializado na internet. Para quem preferir as bilheterias do estádio Azul, a entrada mais cara é R$ 10. O ingresso mais barato sai no valor de 40 pesos mexicanos (R$ 5). No Pacaembu, para os três jogos do Corinthians na primeira fase da Libertadores, as arquibancadas e o tobogã, setores mais populares do estádio, custam R$ 50. No Campeonato Paulista o valor para assistir um jogo nessas áreas é R$ 30.

E mais: Corinthians disputa três edições da Libertadores em sequência pela 1ª vez

No jogos válidos pelo Campeonato Mexicano, o Cruz Azul cobra mais caro que nos jogos da Libertadores. Para a partida deste sábado contra o Monterrey, por exemplo, a entrada mais barata custa R$ 13, o  mesmo preço do ingresso mais caro para os jogos da Libertadores. A relação dos clubes mexicanos com a Libertadores é controversa, já que o título do torneio não lhes dá o direito de disputar o Mundial de Clubes. A maioria deles prioriza o torneio continental da Concacaf. O Cruz Azul foi o primeiro clube mexicano a disputar a final da Libertadores. Em 2001, perdeu para o Boca Juniors na decisão.

Infográfico: Veja a história do Corinthians nas nove edições da Libertadores que disputou

Em 2010, quando disputou a fase de grupos do torneio continental, o Corinthians já tinha adotado a prática de majorar os preços dos ingressos para jogos da Libertadores. E naquele ano, o clube teve média de público de 30.299 pagantes e renda média nos três jogos como mandante de R$ 2 milhões. Para a diretoria, o Corinthians está se adequando à demanda por seus jogos mais importantes. "Temos mantido as maiores rendas do Brasil, com preços para todas as faixas e com preços mais altos para determinados setores do estádio", diz o vice-presidente do clube, Luís Paulo Rosenberg.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores  

Para a partida do próximo dia 7, contra o Nacional (PAR), no Pacaembu, os ingressos de arquibancada e tobogã estão esgotados. Restam bilhetes apenas para os setores mais caros: Setor VIP (R$ 500,00), Numerada (R$ 300,00) e Cadeira Laranja (R$ 200,00). No dia 21 do próximo mês, o Corinthians receberá o Cruz Azul e mantém os mesmos preços do jogo contra os paraguaios. Não há mais ingressos de arquibancada e tobogã disponíveis.

Entre para a torcida virtual do Corinthians e o ajude a se manter no topo do ranking 

Leia tudo sobre: corinthianspatrocínioreal madridbarcelona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG