Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na luta contra a queda, Flamengo repete confronto com o Cruzeiro em Volta Redonda

Em 2004, time precisava da vitória sobre o rival para não depender de outros resultados e goleou por 6 a 2 no mesmo local do jogo de domingo

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859636914&_c_=MiGComponente_C

Domingo, às 17h, o Flamengo tem um jogo decisivo em sua luta contra o rebaixamento. Com 43 pontos, o time precisa de uma vitória sobre o Cruzeiro, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, para se livrar da queda sem depender de outros resultados.

A situação remete a 2004. Naquele ano, as duas equipes também se enfrentaram em Volta Redonda, pela última rodada da competição. Este ano, o confronto é na penúltima, mas o peso era o mesmo. O Flamengo também precisava vencer para não depender de outros resultados e permanecer na Série A.

O Flamengo alcançou seu objetivo com sobras. Andre Bahia, duas vezes, Ibson, Whelliton, Athirson e Felipe marcaram os gols da expressiva vitória por 5 a 2 sobre o Cruzeiro, que já não tinha maiores pretensões no Campeonato Brasileiro. A diferença para este ano é que o adversário briga pelo título.

Divulgação
Time de Luxemburgo precisa vencer Cruzeiro para escapar do rebaixamento

Nenhum jogador daquele time do Flamengo estará em campo no domingo. O confronto acabou marcado pelo gol de Felipe, aos 46 minutos do segundo tempo. Ele encobriu o goleiro Doni e, na comemoração, atirou a camisa do chão. Sua atitude, inclusive, sempre é lembrada nos momentos em que sua volta ao clube é cogitada.

Naquele time do Cruzeiro, além de Doni, outros jogadores conhecidos estavam em campo. O atacante Fred, atualmente no Fluminense, inclusive, fez um dos gols. O outro foi de Tápia. O técnico era Ney Franco, campeão da Copa do Brasil de 2006 e Carioca de 2007 com o Flamengo.

O Flamengo entrou em campo naquele 19 de dezembro de 2004 com o goleiro Julio Cesar, que se despediu do clube nesse jogo, China, Júnior Baiano, André Bahia e Roger (Athirson): Douglas Silva, Júnior (Robson), Ibson e Zinho; Felipe e Whelliton (Fabiano). O técnico era Andrade, campeão brasileiro de 2009. O público desse jogo foi de 16.136 pessoas.

Leia tudo sobre: campeonato brasileiroflamengofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG