Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na estreia pelo Botafogo, técnico Caio Júnior reencontra o Paraná

Treinador comanda a equipe pela primeira vez no duelo válido pela segunda rodada da Copa do Brasil

Léo Fagundes e Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

É com um reencontro e uma pequena coincidência que o técnico Caio Júnior iniciará seu trabalho no comando do Botafogo. O treinador estreará nesta quarta-feira, justamente contra o Paraná, equipe que defendeu como jogador e onde iniciou a carreira de técnico. As duas equipes se enfrentam às 19h30, no estádio Durival de Brito, pelo confronto de ida da segunda rodada da Copa do Brasil.

Após ser anunciado como substituto do técnico Joel Santana na equipe carioca, Caio Júnior acompanhou o empate do Botafogo contra o Boavista no último domingo, mas assistiu o duelo das cabinas de rádio, sem comandar o time na beira do gramado. Para esta quarta-feira, na primeira partida no cargo, o técnico não esconde a ansiedade e emoção de encontrar o ex-clube. Foi com a campanha que levou o Paraná à Copa Libertadores de 2007 que o treinador se tornou conhecido no cenário nacional.

“É uma emoção diferente, porque vivi momentos muito marcantes no Paraná, mas agora estou aqui e quero fazer um grande trabalho no Botafogo. Tivemos pouco tempo, então não existe muito para inventar. Como tenho a volta de alguns jogadores, haverá mudanças no time que enfrentou o Boavista. Cada dia, passo a passo, chegarei onde quero. Com o tempo, vamos colocando nossa filosofia de jogo, o que a gente pensa sobre o futebol”, declarou o treinador do Botafogo.

Gazeta Press
Caio Júnior comandará o Botafogo pela primeira vez nesta quarta-feira, contra o Paraná


Além da vitória, o Botafogo quer eliminar a segunda partida e se livrar de um trauma nos últimos anos: a eliminação na segunda rodada da Copa do Brasil. Em 2009, o algoz foi o Americano. Já em 2010, o Botafogo caiu para o Santa Cruz. Por isso, pressionar a equipe curitibana para vencer por dois gols de diferença também é um dos objetivos.

"O Botafogo é forte e aos poucos vamos reencontrar com o nosso melhor futebol. O Caio Júnior passou para nós a importância deste duelo contra o Paraná e a necessidade de conseguirmos um grande resultado. Portanto, vamos a campo fortalecidos e cientes de nosso potencial, apesar de pregarmos o máximo de respeito ao rival. Temos que buscar a vitória e tentar eliminar o segundo jogo", disse o zagueiro Antônio Carlos.

Para a partida contra o Paraná, o técnico Caio Júnior terá quatro reforços. O goleiro Jefferson, que estava com a seleção brasileira, volta ao gol do time carioca. Rodrigo Mancha, Herrera e Everton, que cumpriram suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo contra o Boavista, também retornam. Assim, Fahel, Fabrício e Willian voltam ao banco de reservas.

Pelo lado do Paraná, o fato de jogar em casa, com o apoio da torcida, não é sinal de se expor ao ataque. Por isso, o primeiro objetivo do técnico Ricardo Pinto é não tomar gols em Curitiba para depois definir as vaga no Rio de Janeiro.

“Vamos jogar de forma bem simples, de forma fechada, de forma adequada, explorando a velocidade dos nossos jogadores, que têm essa facilidade. Evitar errar muito. Como a gente diz: pode dar a camisa, pode dar o calção, pode dar o que for. Só não pode dar gol para os caras, porque isso aí atrapalha lá na frente”, declarou o treinador.

E se o objetivo é não tomar gols, nada melhor do que ter o retorno dos zagueiros Luciano Castán e Rodrigo Defendi e do volante Luiz Camargo. O trio é sinônimo de mais segurança na defesa, principalmente depois dos 4 a 2 sofridos no último domingo. “Não estamos pensando apenas em não tomar dois gols e sim em buscar uma vitória para depois segurar o resultado no jogo de volta”, disse Defendi.

FICHA TÉCNICA - PARANÁ-PR X BOTAFOGO-RJ

Local: Estádio Durival de Brito, em Curitiba (PR)
Data: 30 de março de 2011 (Quarta-feira)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Elmo Resende Cunha (GO)
Assistentes: Evandro Ferreira (GO) e Márcio Maciel (GO)

PARANÁ: Thiago Rodrigues; Paulo Henrique, Luciano Castan, Rodrigo Defendi e Henrique (Vinícius); Luiz Camargo, Maicon Freitas, Lima e Diego (Serginho); Kelvin (Ricardinho) e Léo
Técnico: Ricardo Pinto

BOTAFOGO: Jéfferson; Alessandro, Antônio Carlos, Márcio Rosário e Márcio Azevedo; Rodrigo Mancha, Marcelo Mattos, Somália e Everton; Caio e Herrera
Técnico: Caio Junior

Leia tudo sobre: botafogoparanácopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG