Tamanho do texto

Pela primeira vez no ano, time paulista não vence no Canindé com empate contra gaúchos

Palmeiras e Grêmio não saíram do zero na partida deste sábado no Canindé. Para mais de 15 mil torcedores, o time paulista saiu do estádio da Portuguesa sem vencer pela primeira vez no ano. O Grêmio, que teve a reestreia de Celso Roth, segurou bem a pressão do time da casa e somou mais um ponto para se afastar da rabeira da tabela. O Palmeiras tem agora 27 pontos e o Grêmio, 15.

Foram quatro jogos no Canindé neste Brasileiro com quatro vitórias contra Atlético-PR, Avaí, Atlético-GO e Atlético-MG. No ano, foram ainda três vitórias pelo Campeonato Paulista no Canindé atuando como mandante. Até quando foi visitante, contra a Portuguesa, o Palmeiras venceu.

Veja a classificação atualizada do Brasileirão 2011

O Palmeiras agora se concentra para dois confrontos seguidos contra o Vasco, ambos em São Januário. Quinta-feira, pela Copa Sul-Americana e domingo, pela 16ª rodada do Brasileiro. Já o Grêmio folga durante a semana e se prepara para enfrentar o Fluminense, dia 14, no Olímpico. Douglas e Rafael Marques, que receberam o terceiro cartão amarelo no Canindé, estão fora do jogo.

O jogo
Palmeiras e Grêmio fizeram um jogo muito equilibrado no primeiro tempo. Na sua estreia, Roth montou um esquema seguro e próprio para frear o Palmeiras na sua casa provisória. Com cinco homens no meio campo, o time gaúcho segurou bem os avanços dos laterais palmeirenses e pode-se ver uma nova postura dos gremistas, que foram muito mais participativos. Até Douglas teve lance em que voltou para marcar e roubar bolas.

Nos 45 minutos iniciais, as duas equipes se alternaram nas jogadas de ataque e ambas tiveram chances razoáveis de abrir o placar. Mesmo assim, as finalizações certas foram poucas: uma para cada lado. O Palmeiras chutou nove bolas contra o gol de Victor, mas apenas uma foi na direção certa. O Grêmio acertou o gol de Marcos uma vez também. Com Rochemback, em cobrança de falta. Foram quatro finalizações ao todo.

Kleber passou em branco e o Palmeiras perdeu os 100% de aproveitamento atuando no Canindé
AE
Kleber passou em branco e o Palmeiras perdeu os 100% de aproveitamento atuando no Canindé

O Grêmio minou a velocidade do ataque palmeirense com faltas pontuais. Tanto que o time fez o dobro das faltas do Palmeiras na primeira etapa: 14 a 7. Com este tom, de muita disputa e pouca criatividade, as duas equipes foram para os vestiários sem balançarem as redes.

Na volta do intervalo, sem alterações, o Palmeiras reiniciou a partida melhor. Primeiro Valdivia, aos 5, e depois Patrik, aos 18, obrigaram Victor a fazer suas primeiras defesas difíceis. O Grêmio, em estocadas pontuais, chegou pouco. Numa das chances gaúchas, aos 12, André Lima chutou forte com perigo, mas por cima do gol.

Mesmo com o Palmeiras melhor, a melhor chance do segundo tempo foi do Grêmio. Aos 39, num contra-ataque, o time gaúcho desperdiçou chance rara. Leandro saiu na cara de Marcos, tentou encobri-lo, mas o goleiro palmeirense, homenageado, com uma camisa pelos 15 anos de profissional, cresceu para cima do jovem atacante gremista e evitou o gol.

FICHA TÉCNICA – PALMEIRAS 0 x 0 GRÊMIO

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 6 de agosto de 2011, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG/Fifa)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Helberth Costa Andrade (ambos de MG)

Cartões Amarelos; Marcos Assunção, Gerley, Valdivia (PAL); Vilson, Douglas, Rafael Marques (GRE)

Renda: R$ 422.028,00

Público: 15.762 pagantes

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho, Maurício Ramos, Henrique e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção e Valdivia; Maikon Leite (Dinei) e Patrik (Vinícius); Kleber
Técnico: Luiz Felipe Scolari.

GRÊMIO: Victor; Adilson, Vilson, Rafael Marques e Bruno Collaço; Gilberto Silva, Fábio Rochemback, Douglas (Marquinhos), Lúcio (Escudero) e Leandro; André Lima.
Técnico: Celso Roth

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.