Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na estreia de Muricy, Santos não sai do 0 a 0 com o Americana

Santistas tiveram dificuldades na criação de jogadas e ainda viram árbitro anular gol legal do adversário

Gazeta Esportiva |

Na estreia de Muricy Ramalho, o Santos não conseguiu 'presentear' o seu novo técnico com uma vitória. Em um jogo com poucas chances de gol, a equipe da Vila Belmiro entrou em campo com um time misto e não conseguiu sair do empate em 0 a 0 com o Americana, na noite deste domingo, no Décio Vitta.

Com o empate, o Santos continua na quarta posição, com 35 pontos. Essa é a mesma pontuação do terceiro colocado, Corinthians, que perdeu para o São Caetano neste domingo e tem maior saldo de gols (20 a 17). A equipe do interior está na 11° posição, com 23 pontos ganhos.

nullNa última rodada da primeira fase do Estadual, os santistas recebem o Paulista de Jundiaí, no próximo domingo, às 16h (horário de Brasília), na Vila Belmiro. Antes, a equipe praiana faz um confronto decisivo na Copa Libertadores da América, diante do Cerro Porteño (Paraguai), na quinta-feira, em Assunção. O Americana volta a jogar no Estadual visitando o já rebaixado Grêmio Prudente, domingo, no Eduardo José Farah, em Presidente Prudente.

O jogo

Na estreia de Muricy Ramalho no comando do Santos, a chuva foi a grande protagonista do primeiro tempo. O tempo ruim fez com que o jogo fosse de poucas emoções na etapa inicial.

O campo pesado dificultava a armação de jogadas do setor ofensivo do Peixe, o que era aproveitado pelo Americana. Os donos da casa tiveram mais posse de bola, rondaram a grande área santista, porém, sem conseguir levar perigo ao gol defendido por Aranha.

Após a chuva dar uma trégua no Décio Vitta, os santistas conseguiram seguir as orientações de Muricy, colocando a bola no chão. Aos 37, Maikon Leite recebeu bom passe em velocidade dentro da área e chutou cruzado, mandando a bola próxima a trave direita de Jaílson, assustando a torcida dos donos da casa.

Pouco antes do intervalo, os alvinegros ainda tiveram mais uma boa oportunidade de gol. Aos 45, o meia Elano soltou uma bomba em cobrança de falta da intermediária, exigindo boa defesa de Jaílson. Atento, o goleiro do Americana mandou a bola para escanteio, afastando o perigo.

Na volta para o segundo tempo, os dois treinadores mexeram em suas respectivas equipes. Maikon Leite saiu para a entrada de Alan Patrick, no Santos. Já no Americana, Carlinhos deixou a partida, com Luiz Felipe sendo o seu substituto.

Futura Press
Elano domina a bola na partida contra o Americana
Os donos da casa foram os primeiros a criarem chances de gol na etapa complementar. Aos cinco, Léo Silva tocou para Lúcio Flávio, livre pela direita, finalizar para fora. Minutos depois, aos 14, o Americana voltou a assustar o Santos. Marcinho driblou Elano pela esquerda e soltou a bomba de fora da área. A bola passou rente ao travessão.

Com o Americana desperdiçando boas oportunidades, os santistas resolveram voltar ao ataque. Aos 21, Neymar fez boa jogada individual, puxou para a esquerda e chutou. A bola desviou em Alan Patrick e, após boa defesa de Jaílson, a zaga do time do interior paulista cortou o lance, mandando a bola para escanteio.

Buscando uma melhor produção do seu ataque, Muricy resolveu mexer novamente no time. Aos 28, o técnico sacou o volante Rodrigo Possebon para a entrada de um meia, Paulo Henrique Ganso. Minutos antes, o Americana havia trocado Juninho por Rafael Chorão.

Aos 40 aconteceu o lance de maior perigo na partida e, também, o mais polêmico da partida. Fumagalli recebeu a bola pelo meio, Bruno Aguiar dividiu a jogada e, na sobra, Marcinho tocou para o fundo das redes. A arbitragem anulou o gol, alegando impedimento, para a reclamação dos jogadores e da torcida do Americana.

 

FICHA TÉCNICA
AMERICANA 0 X 0 SANTOS

Local: Estádio Décio Vitta, em Americana (SP)
Data: 10 de abril de 2011, domingo
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Aurélio Sant'anna Martins
Assistentes: Reinaldo Rodrigues dos Santos e Osny Antonio Silveira
Assistentes adicionais: Leonardo Ferreira Lima e Carlos Roberto dos Santos Júnior
Público: 11.030 pagantes
Cartões amarelos: Juninho, Fumagalli, Léo Silva (Americana); Rodrigo Possebon, Zé Eduardo, Vinícius Simon, Elano, Neymar e Paulo Henrique Ganso (Santos)

AMERICANA: Jaílson; Carlinhos (Luiz Felipe), Jorge Luiz, Vinícius e Magal; Gercimar (Jhon), Léo Silva, Juninho (Rafael Chorão) e Fumagalli; Marcinho e Lúcio Flávio
Técnico: Toninho Cecílio

SANTOS: Aranha ; Pará, Bruno Aguiar, Vinícius Simon e Alex Sandro; Rodrigo Possebon (Paulo Henrique Ganso), Danilo e Elano; Maikon Leite (Alan Patrick), Neymar e Zé Eduardo
Técnico: Muricy Ramalho

Leia tudo sobre: campeonato paulista 2011santosamericana

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG