Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na Copa São Paulo, Fluminense aposta em quarteto vitorioso

Mesmo jovens, jogadores da equipe carioca já possuem coleção de títulos internacionais no currículo

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Se durante o Campeonato Brasileiro o torcedor do Fluminense só teve a oportunidade de ver Deco, Conca, Fred e Emerson juntos em ação por pouco mais de meio tempo diante do São Paulo, na Copa São Paulo de Futebol Júnior o técnico Mário Marques terá o privilégio de escalar já na estreia contra o Sertãozinho, nesta quarta-feira, às 16h, em Taubaté, outro quarteto que pode dar o que falar na luta do clube das Laranjeiras pelo hexacampeonato da competição.

Se o camisa 10 Wellington Nem e o camisa 11 Matheus Carvalho chegam à Copinha credenciados por terem feito parte do grupo campeão brasileiro em 2010, o atacante Rafael Pernão e o meia Mario Junior não ficam atrás e apresentam no curto currículo o título mundial sub-15, em 2008, conquistado em cima do Atlas, do México, em pleno Old Trafford, na Inglaterra.

Mas a força do Fluminense não se restringe apenas ao setor ofensivo. Na defesa, dois outros destaques de Xerém: o goleiro Silézio, exímio pegar de pênaltis, e o zagueiro Wellington, outros remanescente do time campeão mundial em 2008 que eliminou nada menos do que o Manchester United na semifinal.

Segundo maior campeão da história da competição, com cinco conquistas (71,73, 77, 86 e 89) e com uma geração para lá de vitoriosa, o Fluminense entra na competição como um dos fortes candidatos ao título. Depois da estreia contra o Sertãozinho, o time das Laranjeiras enfrenta o Nacional (AM), no sábado (08/01), às 10h, e o Taubaté, que sediará o grupo, terça-feira (11/01), às 16h.

Apesar de contar com cinco campeões mundiais sub-15, em 2008, e outros jovens talentosos, a grande promessa do Fluminense na competição é o atacante Matheus Carvalho. Natural de Niterói, no Rio de Janeiro, o camisa 11 foi muito elogiado por Muricy ramalho durante a temporada de 2010. Apesar disso, o atacante de apenas 18 anos se machucou e teve poucas oportunidades no time profissional.

Outro que tem tudo para brilhar é o meia Wellington Nem. Com passagens pela Seleção Brasileira Sub-15, Sub-17 e Sub-19, o camisa 10 do Fluminense é um dos mais experientes do elenco e uma das principais apostas do técnico Mário Marques na busca pelo sexto título da competição.

Leia tudo sobre: fluminensefutebolcopa sp

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG