Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

¿Na contramão¿, Santos gasta R$ 11 milhões em reforços para 2011

O meia Elano e o lateral-direito Jonathan foram as contratações mais caras do clube para esta temporada

Samir Carvalho, iG Santos |

Samir Carvalho
Santos pagou R$ 4,5 milhões por 50% dos direitos econômicos de Jonathan
O Santos está agindo diferente da maioria dos clubes no futebol brasileiro, e abriu os cofres para reforçar o time para a disputa da temporada 2011. A diretoria santista já anunciou cinco contratações, e gastou mais de R$ 11 milhões para fortalecer a equipe que disputará três competições neste ano: Campeonato Paulista, Copa Libertadores da América e Campeonato Brasileiro.

A contratação mais cara do elenco foi o meia Elano. O Santos desembolsou cerca de R$ 6,5 milhões para tirar o jogador do Galatasaray, da Turquia. No entanto, caso Elano seja negociado com outra equipe até o final de 2012, o time turco ficará com 50% do valor.

Além disso, assim como fez para pagar os salários do atacante Robinho no primeiro semestre do ano passado, o Santos contará com a ajuda dos investimentos do Grupo Teisa (Grupo Terceira Estrela Investimentos S.A) para pagar os salários de Elano, que deverá receber cerca de R$ 500 mil por mês.

Os empresários são formados por um grupo de conselheiros do Santos, e foram os responsáveis pela compra de 5% dos direitos econômicos de Neymar por valor menor ao referente à multa contratual. Além de Elano, a Teisa, que praticamente é formada pelos mesmos membros do Grupo Guia (Gestão Unificada de Inteligência e Apoio ao Santos), que auxilia na administração do clube, também ajudou a diretoria a contratar o lateral-direito Jonathan, ex-Cruzeiro, que foi apresentado na última quinta-feira, no CT Rei Pelé.

Na apresentação, o diretor de futebol do Santos, Pedro Luís Nunes Conceição, intitulou o jogador como “a maior contratação da história de um clube brasileiro por um lateral-direito”. Isso porque, o clube pagou ao Cruzeiro 2 milhões de euros (R$ 4,5 milhões) por 50% dos direitos econômicos. No entanto, a Teisa ficou com 20% da parte adquirida pelo Santos, pagando o valor de R$ 1,7 milhões.

“Chego com uma cobrança boa aqui. Só que não vai ser a primeira nem a última vez que vou sofrer essa pressão. Terei que procurar provar para a diretoria que o investimento foi bom”, afirmou o lateral-direito.

O Santos também contratou o volante Charles por empréstimo até o final de 2011. Como o atleta ainda se recupera de uma de cirurgia no joelho esquerdo, o Santos conseguiu a redução no valor inicial do empréstimo, de acordo com a data de sua recuperação.

Caso o volante esteja 100% de suas condições físicas em março, o clube pagará R$ 151 mil pela transação. Se a estreia ocorrer em fevereiro, a quantia está fixada em R$ 244 mil. Caso o atleta antecipe sua volta para o mês de janeiro, o valor voltará aos R$ 337 mil previamente acordados. O Santos também pagou cerca de R$ 300 mil para contratar o goleiro Aranha, que estava no Atlético-MG.
 

Leia tudo sobre: santosmercado da bolaelanojonathancharlesaranha

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG