Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Na capital, Palaia confirma candidatura cercado por incertezas no Palmeiras

Situação do empresário na disputa pela presidência piorou a partir do momento em que Paulo Nobre surgiu como um candidato alternativo

Gazeta Esportiva |

Uma pizzaria na Zona Oeste da capital paulista foi reservada na noite desta quinta-feira por Salvador Hugo Palaia para oficializar a candidatura à presidência do Palmeiras. Considerado a opção da situação do clube, ele terá um caminho árduo até o pleito no Palestra Itália para solidificar seu nome junto à maioria dos conselheiros.

Palaia apareceu como o sucessor natural do presidente Luiz Gonzaga Belluzzo, mas enfrenta a resistência desde 2006, quando trabalhou como diretor de futebol do Palmeiras. A situação do empresário do ramo imobiliário piorou a partir do momento em que Paulo Nobre surgiu como um candidato alternativo no clube ao lado de conselheiros mais jovens.

"Estamos lançando a candidatura do Palaia, mas ainda é cedo para em uma união com o Paulo Nobre ou alguém", afirmou Fábio Raiola, um dos integrantes do Conselho Gestor que assumiu o futebol do Palmeiras no período em que Palaia foi presidente do clube.

O atual cenário político do Palmeiras coloca a oposição, através da candidatura de Arnaldo Tirone, em vantagem nos votos. Contudo, os grupos de Paulo Nobre e de Salvador Hugo Palaia confiam que muitos conselheiros podem mudar de candidato até a eleição de janeiro.

Aliás, os dois candidatos chegaram a se reunir para conversar sobre ideias em relação ao futuro do Palmeiras. Palaia pediu o apoio de Paulo Nobre por sua candidatura, porém não foi atendido.

"Neste momento, o que podemos dizer é que vai ser uma eleição dura", confirmou Fábio Raiola. "Mas queremos deixar claro que o candidato de direita, da situação, é o Palaia. O Paulo Nobre é uma outra opção aos sócios", emendou.

Leia tudo sobre: palmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG