Não pode sobrar pedra sobre pedra - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mustafá critica gestão palmeirense: Não pode sobrar pedra sobre pedra

Antigo mandatário do Palmeiras é crítico ferrenho em relação às últimas administrações no Palestra Itália

Gazeta Esportiva |

O ex-presidente do Palmeiras, Mustafá Contursi, segue com um discurso pouco conciliador no Palestra Itália. Ao falar sobre uma possibilidade de união com o grupo que está no poder palmeirense, o dirigente foi claro:"Quando essas pessoas fracassam, falam em união. Eu acho que não pode sobrar pedra sobre pedra desta atual gestão do Palmeiras".

Presidente do clube entre 1993 e 2005 com muitos altos e baixos, Mustafá Contursi segue com um discurso pouco conciliador no Palestra Itália. Ao falar sobre uma possibilidade de união com o grupo que está no poder do Verdão, o dirigente é claro:

"Quando essas pessoas fracassam, falam em união. Eu acho que não pode sobrar pedra sobre pedra desta atual gestão do Palmeiras", disparou Mustafá Contursi, em entrevista à "Rádio Jovem Pan".

O antigo mandatário palmeirense é um crítico ferrenho em relação às últimas administrações no Palestra Itália. Ele acredita que o Palmeiras amarga uma situação extremamente complicada em função dos constantes rombos nas contas. Apenas em outubro, o déficit do clube chegou a R$ 5 milhões.

"Qualquer coisa que vem da situação é ruim, qualquer nome que for escolhido. Agora, eles querem soluções para manter as suas carteirinhas", atacou Mustafá Contursi.

No grupo da situação, o maior desafio é evitar o racha. Por enquanto, dois nomes - Salvador Hugo Palaia e Paulo Nobre - mostram-se interessados em concorrer à cadeira de presidente. A missão de conciliar os sócios está nas mãos de Luiz Gonzaga Belluzzo, que termina seu mandato de presidente em janeiro.

"Realmente ficamos um pouco atrasados com o recente problema de saúde que viveu o Belluzzo, mas não queremos colocar um aventureiro no comando do Palmeiras. Vamos buscar a melhor solução", destacou Antônio Carlos Corcione, atual assessor da presidência do Verdão.

 

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofutebolpalmeiras

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG