Treinador ressalta importância da Libertadores, mas afirma que entra para vencer como em qualquer outra

Se o Fluminense bateu na trave em 2008, Muricy Ramalho sentiu o mesmo gosto amargo dois anos antes com o São Paulo. Mas quem pensa que a perda do título para o Internacional transformou a frustração do vice-campeonato em obsessão está enganado. Quatro vezes campeão brasileiro nas últimas cinco temporadas, o treinador afirma que espera vencer a competição este ano, mas que encara a Libertadores como qualquer outra competição.

“É claro que é a Libertadores é importante, mas é uma competição que eu entro para vencer como qualquer outra. Eu bati na trave com o São Paulo em 2006 e espero chegar ao título com o Fluminense. Mas sinceramente isso não virou uma obsessão na minha vida”, afirmou Muricy Ramalho.

Eliminado justamente pelo Fluminense nas quartas de final em sua última participação na Libertadores, o treinador reconhece que a tarefa do clube das Laranjeiras não será fácil, mas espera que o jejum acabe este ano.

Muricy Ramalho dá instruções ao argentino Conca durante treino do Fluminense
Photocamera
Muricy Ramalho dá instruções ao argentino Conca durante treino do Fluminense
“Pegamos uma chave muito difícil e sabemos que não vai ser fácil conseguir a classificação. Depois vem o mata mata e ai entra o imponderável, onde tudo pode acontecer. Por isso nos últimos anos o campeão nunca foi o mesmo”, lembra Muricy.

Embora o Fluminense seja o atual campeão brasileiro e apontado por muitos como umas das forças da Libertadores, o treinador aponta o Santos como o grande favorito da competição.

“Para mim, o Santos é o grande favorito. Eles fizeram um grande investimento e quando tiverem todos os jogadores à disposição será um adversário muito complicado de ser batido. Mas no mata a mata a coisa muda e tudo pode acontecer. Um time vem aqui, arruma um empate e depois ganha em casa no jogo de volta por um a zero, o favoritismo acaba. Mas time por time, eu acredito que o Santos seja o melhor do país e da competição”, afirmou o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.