Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Muricy não gosta da estreia do time e diz que empate foi justo

Treinador diz que o maior pecado do time diante do Argentinos Juniors foi o ritmo lento do primeiro tempo

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Sincero como de costume, o técnico Muricy Ramalho não aprovou a estreia do Fluminense na Copa Libertadores 2011. Apesar de ter jogado em casa, o empate em 2 a 2 contra o Argentinos Juniors acabou sendo considerado pelo treinador um bom resultado. Como de praxe, Muricy não criticou nenhum jogador individualmente e acredita que o grande pecado da equipe tenha sido o ritmo lento apresentado no primeiro tempo. “Começamos a partida muito lento, num ritmo que estamos acostumados a jogar no Carioca e na Libertadores não dá. Assim, não dá para surpreender ninguém”.

Com as mexidas no segundo tempo, Muricy acha que o time se soltou mais em campo e acabou criando as melhores jogadas de ataque. Mas para o exigente treinador, o futebol jogado não foi agradou e o empate acabou sendo um bom resultado.

Photocamera
Muricy grita com os jogadores depois do gol do Argentino Juniors no primeiro tempo do jogo

“Acho que não jogamos bem, mas ganhamos um ponto. Não merecíamos mais do que um empate mesmo. No segundo tempo até melhoramos e nos soltamos mais”, disse Muricy, que não acredita que a ansiedade tenha atrapalhado.

“Não acredito nisso. Temos um time experiente e é normal essa ansiedade em uma estreia de Libertadores. Não foi por isso que jogamos mal”, concluiu.

Não é de hoje que Muricy lamenta a falta que o Maracanã faz ao Fluminense. Embora esperasse que a torcida fosse comparecer em maior número, o treinador elogiou o comportamento de quem compareceu e acha que os tricolores ainda não se habituaram ao Engenhão.

“Para uma estreia Libertadores, o público foi pequeno. Mas a gente percebe que aqui no Engenhão a nossa torcida tem dificuldades em comparecer. Se fosse no Maracanã era jogo para, no mínimo, 30 mil pessoas. Mas temos que entender que agora o Engenhão é nossa casa”

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG