Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Muricy festeja aniversário do São Paulo e escolhe seleção tricolor

Treinador escalou time com Rogério Ceni; Pablo Forlán, Válber, Darío Pereyra e Júnior; Chicão, Mineiro, Terto e Raí; Serginho Chulapa e Zé Sérgio

Gazeta Esportiva |

Muricy Ramalho acaba de consagrar-se tetracampeão brasileiro, agora no comando do Fluminense. O técnico comemora por estar conquistando o Rio de Janeiro, mas não consegue esconder o carinho que tem pelo São Paulo, clube que o projetou na profissão e pelo qual conquistou o tricampeonato brasileiro entre 2006 e 2008.

Neste 16 de dezembro de 2010, data em que o clube paulista comemora o 75º aniversário de sua segunda fundação - a primeira foi em 1930, mas as atividades acabaram interrompidas por desentendimentos políticos - o treinador deu os parabéns para o time do Morumbi e ainda escolheu os 11 melhores jogadores da história são-paulina.

"Parabéns para o São Paulo por esse aniversário, para os profissionais e para o seu Juvenal, que é um parceiro incrível. Ele é um cara que mudou o São Paulo depois que assumiu junto com o Marcelo Portugal Gouvêa", disse o comandante, em entrevista à "Rádio Energia 97", lembrando que o atual presidente do São Paulo foi diretor de futebol na vitoriosa gestão de Gouvêa.

A seleção escolhida por Muricy é composta por três jogadores que trabalharam com ele em sua mais recente passagem pelo Morumbi - de 2006 a 2009 - e conta ainda com outros grandes ídolos da história do clube, sendo que alguns deles jogaram ao seu lado nos tempos de jogador.

A lista é formada por: Rogério Ceni; Pablo Forlán, Válber, Darío Pereyra e Júnior; Chicão, Mineiro, Terto e Raí; Serginho Chulapa e Zé Sérgio.

Questionado sobre o carinho mantido pelos torcedores do São Paulo mesmo após a sua saída, o técnico do Fluminense agradeceu. "Aprendi que não somos nada na vida. Socialmente, nos tornamos um pouco melhores porque tivemos mais sorte profissionalmente, mas não somos nada mesmo. Por isso temos de ser humildes. Sei que tem muita gente que não torce pelo meu time, mas torce por mim", disse.

Após encerrar a carreira como jogador - prejudicada por lesões -, Muricy assumiu o Puebla, do México. Depois, ele passou a ser auxiliar de Telê Santana no São Paulo e, substituindo o treinador, dirigiu o famoso Expressinho, que faturou a Copa Conmebol em 1994. Após a aposentadoria do 'Mestre', ficou seis meses como técnico efetivo mas não obteve sucesso.

A volta triunfal aconteceria em 2006, após passagens por diversos clubes, com destaque para Náutico, Figueirense, São Caetano e Internacional. Ele chegou para substituir Paulo Autori, que havia acabado de conquistar o título do Mundial de clubes, em dezembro de 2005. Apesar de acumular fracassos em competições mata-mata, o técnico gravou seu nome na história tricolor ao faturar o primeiro tricampeonato da história do clube.

Leia tudo sobre: são paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG