Técnico do Santos diz que jogos contra Gabão e Egito não acrescentam nada e que Mano precisa achar um time para 2012

O técnico do Santos , Muricy Ramalho, criticou a escolha dos adversários da seleção brasileira , que enfrentou Gabão e Egito na última semana. Segundo o treinador, o Brasil deveria enfrentar adversários mais fortes para testar o time.

VEJA TAMBÉM: Seleção teve vaias, afirmação de Neymar e até buraco em 2011

Com campo esburacado, lama e falta de luz, Brasil venceu Gabão em Libreville
Getty Images
Com campo esburacado, lama e falta de luz, Brasil venceu Gabão em Libreville
“Uma coisa que não gostei e não foi legal foram esses dois jogos contra Egito e principalmente contra o Gabão, num campo horrível e contra um time que dá muito ponta pé, arriscando todo mundo. Não me agrada”, afirmou o santista em entrevista ao programa “Arena Sportv”.

Em julho de 2010, Muricy Ramalho foi convidado para assumir o comando da seleção. O treinador acabou não se acertando com a CBF (Confederação Brasileira de Futebol), que se negou a negociar a sua saída do Fluminense com os dirigentes do clube . “É importante dizer que essa opinião sobre os amistosos é minha e não tem nenhuma segunda intenção, nada. Conheço o Mano Menezes, a gente conversa quando se encontra. Vou dar essa opinião a ele”, disse Muricy Ramalho.

O técnico santista afirmou também que o time montado por Mano Menezes ainda não empolga. “Eu acho que ele está fazendo experiências para montar um time. A seleção até agora não empolgou nem o Mano. Acho que ano que vem, já tem que achar um time e deixar ele um pouco mais junto, repetir um pouco mais”, explicou o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.