Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Muricy ameniza pressão sobre Ganso: "Só falo de futebol com ele"

Técnico revelou que o meia não aguenta mais falar sobre a negociação para renovar seu contrato

Gazeta |

A semana não tem sido fácil para o meia Paulo Henrique Ganso. Sem um acordo para a sua renovação contratual com o Santos, e com o seu nome ligado a uma possível transferência para o Corinthians, Ganso ainda tem a responsabilidade de liderar a equipe - sem Neymar, Elano e Zé Eduardo suspensos - no jogo contra o Cerro Porteño, nesta quinta-feira, no Estádio Olla Azulgrana. Por isso, o técnico Muricy Ramalho tem procurado amenizar a pressão sobre o maestro santista.

O treinador do Santos tem evitado conversar com Paulo Henrique sobre o seu futuro, preferindo focar o diálogo com o camisa 10 sobre o time e os seus adversários. "Vocês (jornalistas) fazem a parte de perguntar sobre o assunto. Vocês estão certos. Os procuradores dele também fazem isso. Então, não posso chegar e falar com ele sobre isso também. Alguém tem que conversar sobre futebol com ele. É o que eu estou fazendo. Ele não aguenta mais falar sobre isso", disse Muricy.

O novo comandante alvinegro tem procurado se isentar de uma análise sobre o que Paulo Henrique deve fazer da sua carreira. Isto porque, na avaliação de Muricy Ramalho, todos esses comentários acerca do futuro, podem influir no rendimento de Ganso dentro de campo.

Preocupado, o técnico entende que a melhor maneira de dar o seu apoio ao meia é exigindo o máximo dele nos treinamentos. "As pessoas esqueceram que ele é um jogador de futebol. As pessoas que cuidam da sua carreira é que devem tomar conta do assunto. Não vou falar agora sobre isso com ele. No momento, o que me interessa é o dia-a-dia. Vamos procurar recuperar o jogador para ele atuar rendendo o seu máximo. O resto é problema dos procuradores dele", concluiu.

Leia tudo sobre: santosmuricy ramalhogansomercadocopa libertadores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG