Segundo o treinador do Santos. o veterano lateral-esquerdo perdeu espaço no time e Juan virou o dono da posição

Léo não joga desde o ano passado
Divulgação
Léo não joga desde o ano passado
Recuperado de uma artroscopia no joelho direito, o lateral-esquerdo Léo voltou a treinar com bola e participar de atividades coletivas, ao lado de seus companheiros, durante essa semana. Porém, a volta do experiente jogador às partidas oficiais ainda deve demorar um pouco a acontecer. Isto porque, segundo o técnico santista, Muricy Ramalho, o objetivo é que o seu retorno seja realizado no tempo certo, evitando o risco de novas lesões.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"O Léo voltou a treinar nesta semana, só que ainda é cedo para ele voltar a jogar. Não sabemos como ele iria suportar (um confronto inteiro) caso fosse escalado. Por isso, nós precisamos ter um pouco de calma. Não queremos que ele tenha uma recaída", apontou Muricy.

De acordo com o treinador, Léo teve alguns problemas durante o seu tratamento, que lhe impediram de retornar antes aos treinos, no gramado do CT Rei Pelé.

Leia mais: Muricy cogita diminuir ainda mais as concentrações no Santos

"Após a operação ele sentiu algumas dores no processo de recuperação, inchou (o joelho operado) um pouco, coisas que atrapalharam o retorno. Pouco a pouco ele vai voltar. Vamos tomar cuidado", destacou o comandante.

Enquanto o retorno de Léo não ocorre, Juan , contratado no início deste ano junto ao São Paulo, por empréstimo, vai se firmando cada vez mais como titular do Peixe. Tanto que Muricy Ramalho já fala do atleta como o novo dono da posição no time da Vila Belmiro.

"Temos que explorar as características de cada um. O Juan do meio para frente é muito forte, inteligente, e ataca muito bem pelo lado esquerdo. Do outro lado, nós temos o Fucile, um lateral mais marcador. Então, aproveitamos para soltar mais o Juan e o volante (Arouca) pela direita", comentou.

Veja também: Santos terá força máxima contra o São Caetano no Paulistão

O técnico do clube da Vila Belmiro reconheceu que Léo ainda pode ser muito importante ao clube, no último ano de sua carreira, mas funcionando como uma opção no elenco.

"O Léo é um grande jogador, muito importante para nós, só que são características diferentes. Ele também é mais marcador e o Juan ataca mais. Quando o Juan não puder jogar, vamos com o Léo na equipe. O Santos vai ganhar muito com o ‘reforço’ do Léo, quando ele estiver pronto para atuar", encerrou.

Entre para a torcida virtual do Santos:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.