Publicidade
Publicidade - Super banner
Vôlei
enhanced by Google
 

Cimed/SKY vence o clássico contra o Vivo/Minas na Superliga

Equipe catarinense se recuperou da derrota na última rodada e fez 3 sets a 0 para cima dos mineiros

iG São Paulo* |

O jogador Adriano , do Corinthians , se envolveu em uma confusão na madrugada deste sábado no Rio de Janeiro. Uma mulher de 20 anos, que estava no carro do atacante, foi baleada por volta das 6h. Adriene Cyrilo Pinto foi atingida na mão esquerda e teve fratura exposta. Ela está internada no hospital Barra D’Or, na zona oeste do Rio de Janeiro.

VEJA TAMBÉM: Segurança diz que Adriano não atirou

De acordo com as informações do tenente do 31º BPM (Recreio), Reinaldo Tomás da Silva, a vítima foi ferida dentro do carro de Adriano, atacante do Corinthians. O tenente disse ainda que policiais militares estiveram no local e conversaram com Adriane Cirilo Pinto, que contou que Adriano brincava com uma pistola calibre 40, quando acidentalmente teria disparado na mão dela. O segurança do jogador nega a versão e diz que a vítima se acidentou enquanto manuseava a arma .



"Uma testemunha (uma mulher que estava com o grupo) me informou que a vítima também estava no carro do Adriano. O jogador estava com a arma de fogo e ao, retirar o carregador de forma imprudente, houve o disparo e atingiu a mão da vítima", afirmou à TV Record o Sargento Hamilton Dias, da Polícia Militar do Rio de Janeiro.

Um segurança de Adriano levou a jovem para o hospital Barra D’Or. Após o incidente, o jogador foi para a sua casa, na Barra da Tijuca, na capital fluminense.

Segundo a assessoria de imprensa do hospital, a vítima será submetida a cirurgia neste sábado. Seu estado de saúde é estável.

Histórico de confusões
AgNews
No início de 2011, Adriano trocou a Roma pelo Corinthians
Craque no campo, Adriano também chama atenção pelos escândalos que se envolve fora dele. O auge da carreira do atacante foi na Europa, na Internazionale, durante a temporada 2004/05. Desde então, porém, começou a passar por problemas pessoais. Ainda na Itália, admitiu que teve depressão e problemas com álcool.

Em 2009, deixou o seu clube, a Internazionale, e retornou ao Brasil. No país, anunciou que estava abandonando o futebol por tempo indeterminado . Um mês depois, acertou com o Flamengo, onde venceu o Campeonato Brasileiro.

Apesar do título, a passagem do atacante no clube carioca foi marcada por polêmicas. Ele foi ouvido como testemunha em uma investigação sobre tráfico de drogas na Vila Cruzeiro , favela onde passou a infância e a adolescência, após ter imagens nas quais, supostamente, fazia apologia da facção criminosa Comando Vermelho.

O atacante também já foi acusado de ter comprado uma motocicleta e registrá-lo em nome de Marlene de Souza, mãe de Paulo Rogério de Souza Paz, o Mica, então chefe do tráfico nos morros da Fé, Chatuba, Caracol e Sereno, em 2008. Com 64 anos, Marlene nunca tirara a Carteira Nacional de Habilitação.

Em 2010, se envolveu em uma briga com a então namorada Joana Machado, na favela da Chatuba, na zona norte do Rio de Janeiro. Após trocar socos com Joana, o jogador teria pedido para traficantes locais amarrarem ela em uma árvore. Depois do caso, Adriano passou alguns dias sem treinar no Flamengo e desfalcou o time na Libertadores da América.

Sem conseguir repetir o mesmo desempenho do ano anterior, Adriano acabou deixando o Flamengo em 2010, após o time cair na Libertadores. De volta à Itália, sofreu com lesões, jogou oito partidas e não marcou nenhum gol pela Roma.

Em fevereiro de 2011, enquanto se recuperava, no Brasil, de uma lesão no ombro , Adriano se recusou a fazer o teste do bafômetro numa blitz da Operação da Lei Seca no Rio de Janeiro. O jogador teve a carteira de habilitação apreendida e foi multado em R$ 957,70 , mesma pena de motorista flagrado alcoolizado. Um mês depois, foi contratado pelo Corinthians, onde sofreu com lesões, ficou seis meses parado, mas voltou em outubro. No clube paulista, teve dificuldade para entrar em forma, mas marcou um gol, contra o Atlético-MG , na campanha da conquista do título do Campeonato Brasileiro.
AE
Ainda com dificuldades para entrar em forma, Adriano marcou um gol na campanha do Corinthians no Campeonato Brasileiro

 


 

Leia tudo sobre: AdrianoCorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG