Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mourinho volta a criticar Guardiola

Após tomar conhecimento de críticas do técnico do Barcelona ao árbitro do clássico de quarta, treinador do Real ataca rival

iG São Paulo |

A rivalidade entre Real Madrid e Barcelona, mais especificamente entre José Mourinho e Pep Guardiola, ganhou mais um capítulo nesta terça-feira, véspera da primeira partida entre os clubes pela semifinal da Liga dos Campeões. Depois de ver o técnico catalão criticar a arbitragem escolhida para o duelo, o português não deixou por menos e atacou o rival.

“O mais importante da escolha dos árbitros é a pressão que fizeram para que não fosse um português. Até hoje tínhamos dois grupos de treinadores. Um muito pequeno formado por aqueles que não falam de árbitros e outro grande, em que estou, que criticam quando ocorrem erros importantes”, disse Mourinho.

“Agora, com as declarações de Pep, entramos em uma nova era. É o terceiro grupo, que só tem uma pessoa, que é ele, que critica a escolha do árbitro. Nunca havia visto isso no mundo do futebol”, prosseguiu o português. “Ele é um fantástico treinador e tem muitos seguidores, mas vamos ver se estes seguidores serão do grupo que criticam os acertos dos árbitros”.

Mourinho foi além, dizendo que o Barcelona é frequentemente beneficiado pelos juízes. Ele citou exemplos de jogos contra o clube catalão quando dirigia Chelsea, e Inter de Milão.

No primeiro, em 2009, no que definiu como “escândalo de Stamford Bridge”, o português lamenta a não marcação de pênaltis claros para o time inglês, que foi eliminado. No segundo, no ano passado, ele alega que os italianos atuaram mais de uma hora com um jogador a menos no Camp Nou.

Getty Images
Cordialidade entre Guardiola e Mourinho fica somente para minutos antes das partidas
Sobre Wolfgang Stark, árbitro escolhido para comandar o confronto desta quarta-feira entre Real e Barça, Mourinho foi político, apesar do nome do alemão causar polêmica. “Não quero falar sobre isso. Que ele tenha muita sorte e que os jogadores possam ajudá-lo. Desejo uma partida de outro mundo com um árbitro bom”, afirmou.

Leia tudo sobre: barcelonareal madridespanhafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG