Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mourinho quer que Real esqueça goleada do Barcelona

Treinador pede para torcida não crucificar jogadores pela goleada por 5 a 0 sofrida no estádio do maior rival

Agência Estado |

Quatro dias após a histórica goleada sofrida para o Barcelona, por 5 a 0, o técnico José Mourinho concedeu entrevista coletiva nesta sexta tentando amenizar o clima no Real Madrid. Para ele, a derrota não foi tão incomum e a equipe precisa esquecê-la rapidamente para não se prejudicar no restante da temporada.

"Do mesmo modo que tem que esquecer as vitórias quando uma partida termina, temos que fazer isso com a derrota. Se ganha por 5 a 0 e pensa que isso ajudará a ganhar a próxima partida está em dificuldade. A derrota também. Se pensa que ela tem influência no próximo jogo é melhor nem jogar", declarou Mourinho.

O treinador português ainda amenizou as críticas feitas a alguns jogadores do Real, que foram considerados os principais culpados pela derrota para o rival Barcelona. Após a partida, Marcelo, Özil e Benzema tiveram suas atuações questionadas pela imprensa e pelos torcedores, mas ganharam o apoio de Mourinho.

"Uma equipe jogou muito bem e ganhou. Outra equipe jogou muito mal e perdeu. Uma mereceu ganhar e a outra perder, mas, obviamente, não é por isso que levarei algum jogador para a cruz", afirmou Mourinho, lembrando que o Real volta a jogar neste sábado, contra o Valencia, pelo Campeonato Espanhol.

Para o português, a goleada aconteceu quando poderia. "Há derrotas que são definitivas e podem nos deixar pensando muito tempo. Pode parecer uma afirmação estúpida, mas é verdade. Perdendo contra o Milan (pela Liga dos Campeões da Europa) ou o Barcelona (pelo Campeonato Espanhol), não estamos eliminados dos campeonatos. Estamos em todos", disse, lembrando que o Real Madrid já está classificado para a segunda fase da competição continental e é vice-líder do Campeonato Espanhol, dois pontos atrás do Barcelona - 34 a 32.

Leia tudo sobre: espanhaespanhol 2010futebol internacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG