Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mourinho pede que árbitros tenham humildade e reconheçam erros

Treinador ainda se mostra revoltado com a arbitragem de Pérez Lasa no empate do Real contra o Almería, no último domingo

EFE |

Chateado com a repercussão negativa adquirida por suas declarações sobre arbitragem, o técnico do Real Madrid, José Mourinho, reclamou dizendo que vem sendo julgado de forma diferente que os outros treinadores e pediu para que os árbitros reconheçam quando errarem.

"Há um regulamento para mim e outro para o restante dos treinadores. Não acho que isso possa mudar", disse Mourinho, que completou dizendo que falta humildade aos árbitros.

"A polêmica é quando inventam histórias que não existem. A humildade, que não existe, seria um árbitro chegar e dizer que se equivocou porque eram dois pênaltis", declarou, em referência há jogadas ocorridas no empate em 1 a 1 com o Almería, no último domingo, pelo Campeonato Espanhol.

A possibilidade de ser punido após as críticas ao árbitro Pérez Lasa, após o jogo do último fim de semana, fez com que o técnico português se negasse em alguns momentos a falar sobre o tema na entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira.

No entanto, após insistência dos jornalistas presentes, disse que o Real Madrid poderia ter vencido o Almería e, com isso, evitado que o rival Barcelona abrisse quatro pontos na liderança do Espanhol (52 a 48).

"Há gente que diz que o único problema foi que o árbitro apitou demais, mas acho que ele apitou duas vezes menos do que deveria. Eram dois pênaltis com os quais, apesar de (o goleiro brasileiro) Diego Alves ser um especialista, teríamos chances de ganhar a partida", comentou.

Mourinho disse ainda que não está perseguindo os árbitros, mas apenas apontando falhas que todos que acompanham os jogos podem ver.

"Não duvido da honestidade dos árbitros, mas há coisas que são óbvias e que as pessoas que não são hipócritas não têm problema em dizer. Vi o mesmo jogo que muita gente, e dizer que houve pênaltis decisivos que o árbitro não apitou não é uma ofensa nem uma crítica, é uma coisa óbvia que todos vimos", finalizou.

Leia tudo sobre: Futebol MundialEspanhaPortugalReal MadridMourinho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG