Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

“Mordido”, Montillo quer voltar a ser decisivo contra o Palmeiras

Argentino não foi bem na estreia contra o Figueirense e promete não abaixar a cabeça com as críticas

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

Vipcomm
Montillo vem sendo alvo de críticas por não atuar bem em jogos decisivos
O Cruzeiro tenta diante do Palmeiras sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. E o desempenho do time mineiro na temporada está muito relacionado às atuações do argentino Montillo, camisa 10 e principal maestro da equipe. O jogador sabe que não rendeu o esperado contra o Figueirense e entra em campo “mordido” na segunda rodada.

Siga o iG Cruzeiro no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Os números de Montillo na temporada confirmam que o jogador realmente deixou a desejar. A média de passes certos do jogador na soma das partidas do Campeonato Mineiro e da Libertadores traz uma média de 31,4 por partida. Contra o Figueirense, Montillo acertou apenas 25 passes. Os dados são do Footstats e estão disponíveis no aplicativo iG Esporte para iPhone e iPad.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

O próprio jogador reconheceu que não foi bem na estreia do Brasileirão e disse estar chateado com a situação. “Quando as coisas não saem, qualquer jogador fica chateado. Acontece de não estar numa tarde boa e o time não jogar bem também. Sei que não joguei bem, mas tenho que ter sempre a cabeça para frente e continuar. Futebol é assim, às vezes você joga muito, às vezes não joga nada. Contra o Palmeiras, esperamos jogar melhor e vencer”, analisou o argentino.

Críticas
Depois da eliminação precoce do Cruzeiro na Libertadores, surgiram críticas indicando que Montillo seria um jogador de “jogos fáceis”, que não resolveria a parada em partidas decisivas.

O camisa 10 desabafou. “Nem sempre vão falar bem de um jogador. Falam mal do Messi que é o melhor do mundo. Por que não falariam de mim? Entro em campo sempre para fazer meu melhor. Não sou um aparelho ou uma máquina”, disse o argentino.

Mas Montillo também já deu indícios que pode se recuperar. Depois da derrota no primeiro clássico do ano por 4 a 3 para o Atlético-MG, o jogador entrou em campo “mordido” contra o Estudiantes na Libertadores e comandou a goleada por 5 a 0, marcando duas vezes.
 

Leia tudo sobre: CruzeiroBrasileirão 2011Montillo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG