Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Montillo recusa convite de Roger para desfilar no carnaval do Rio

Meias do Cruzeiro são amigos e foram ao ensaio da União da Ilha, no sambódromo carioca

Frederico Machado, iG Belo Horizonte |

O meia Montillo já está no futebol brasileiro desde 2010 e parece estar cada vez mais adaptado ao nosso país. O argentino do Cruzeiro já fala um português fluente e está gostando até mesmo do carnaval. O meia acompanhou o carioca Roger em um ensaio da União da Ilha na Marquês de Sapucaí, mas disse que não desfilará pela escola de samba durante o carnaval.

Leia também: Depois de mais de dois meses, Fábio diz estar pronto para ajudar o Cruzeiro

Roger levou Montillo e sua família para o ensaio da União da Ilha do Governador, sua escola de samba do coração. O armador carioca fez o convite para o argentino e contava com a presença do camisa 10 no desfile. "Vou desfilar na União da Ilha e o Montillo já se colocou à disposição para desfilar. O único problema é que ele vai com os filhinhos (Valentin e Santino). Então, se ele conseguir, eu já falei que eu carrego um no colo se ele carregar o outro (risos). Mas ele está querendo também", disse Roger.

AgNews
Roger e sua esposa levaram Montillo ao ensaio da União da Ilha no sambódromo

Apesar do convite, Montillo afirmou que prefere a comodidade dos camarotes do sambódromo à confusão do desfile. "Ele (Roger) convidou, mas não gosto de desfilar. Sair com fantasia, tudo isso, não. Se ele arrumar um camarote é melhor. Ele desfila com a mulher dele e eu bebo um refrigerante no camarote. Posso ir para Congonhas (interior de Minas Gerais) também. Mas com certeza não vou desfilar com o Roger", brincou o argentino.

Roger e Montillo devem fazer parceria também dentro de campo. Os dois meias devem ser os responsáveis pela criação das jogadas no duelo contra o Tupi, no próximo domingo. Montillo minimiza o fato dos dois serem amigos.

"Sou amigo de todos em campo. É normal que você tenha amizade com alguns fora de campo. Curte a mesma coisa, tem algo em comum. Mas em campo, são todos irmãos. Todos querem ajudar, somos 30 jogadores que procuram o melhor para o time. Tomara que a amizade com ele (Roger) ajude. Mas não digo que isso vai ajudar. O que vai ajudar é um time comprometido, ligado", avaliou o meia argentino.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente a parceria de Roger e Montillo

Leia tudo sobre: CruzeiroMontillocarnavalCampeonato Mineiro 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG