Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mirassol ofusca vizinha Rio Preto e sonha com Copa 2014 na cidade

Cidade pé uma das 37 do Estado de São Paulo candidata a hospedar seleções durante o Mundial no Brasil

Gazeta |

Com Rio Preto e América na Série A-2 do Campeonato Paulista, São José do Rio Preto vem perdendo espaço para Mirassol, seu antigo distrito, na preferência regional dos torcedores. O sucesso da cidade vizinha aumentou ainda mais depois que o time alcançou, no fim do mês passado, a liderança inédita na primeira divisão estadual.

"A região torce pelo Mirassol porque quer assistir aos jogos dos times grandes aqui", explica o técnico da equipe, Ivan Baitello. "Não tenho estatística, mas boa parte dos torcedores vem de cidades de fora. Quem eleva a região no momento é Mirassol, mas quanto mais equipes da vizinhança estiverem na primeira divisão, melhor. O Mirassol é estímulo às outras cidades".

O município é pequeno. A população de 52.631 seria incapaz, por exemplo, de lotar o Morumbi, que tem capacidade para 67.428 pessoas. Só que a torcida, embora não seja grande, é fiel: em seis partidas realizadas no José Maria de Campos Maia, a média de público foi de 2.491 pagantes - destaque para a presença de 7.383 torcedores no confronto com o Palmeiras.

Apesar disso, Mirassol sonha muito alto e está entre as 37 candidatas paulistas a hospedar seleções durante a Copa do Mundo de 2014. "Temos toda a infra-estrutura necessária, com clubes, dois CTs, estádio e hotéis, aeroporto a quatro minutos daqui e hospitais para todo tipo de pronto atendimento", enumera o prefeito, José Ricci Júnior, que calcula retorno de 5 milhões de dólares caso a cidade seja escolhida pela Fifa, no final deste ano, como uma das sedes.

O estádio passou por reforma no início do ano, a partir de uma parceria entre os governos municipal e estadual, que levantou cerca de R$ 300 mil. O projeto incluiu novos 1.176 assentos individuais com encosto na arquibancada coberta, além da construção de cozinha e refeitório e adequação das salas de administração, ambulatório e exames de dopagem. Ainda assim, alguns pontos têm deficiência, como a drenagem do gramado e as apertadas tribunas de imprensa.A expectativa do Comitê Paulista é de que São Paulo consiga eleger em torno de dez locais de treinos para seleções em 2014. Como a capital, que pleiteia inclusive a abertura da Copa, tem cinco candidatos (CTs de Corinthians, PAEC, Palmeiras, Portuguesa e São Paulo), Mirassol teria que surpreender e superar ainda a concorrência de grandes cidades do ABC, litoral e interior.

Leia tudo sobre: mirassolcopa 2014campeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG