Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ministro se reúne com Fifa e apresenta soluções para aeroportos

De acordo com Orlando Silva, Joseph Blatter ficou satisfeito com as mudanças para agilizar a modernização dos aeroportos no país

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

O ministro dos Esportes, Orlando Silva, se encontrou no início da tarde desta sexta-feira com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, o secretário-geral da entidade, Jerome Valcke, e o presidente da CBF e do COL (Comitê Organizador Local), Ricardo Teixeira, em um hotel na zona sul do Rio. Ele passou aos dirigentes a disposição do governo de cumprir o cronograma de obras para a Copa do Mundo de 2014 e abordou especialmente a questão dos aeroportos, até agora a maior preocupação do COL e da Fifa.

O ministro ressaltou a criação da Secretaria de Aviação Civil, citada por ele como ministério, além da troca de gestão na Infraero. “Foi um encontro no qual informamos as medidas do governo para apoiar a preparação para o Mundial. Desde os temas tributários, a medidas como a criação do Ministério da Aviação Civil, pois os aeroportos eram uma grande preocupação permanente deles. Ele (Blatter) ficou satisfeito. Demos também um balanço positivo em relação aos estádios. Ele manifestou confiança no sucesso do Brasil, exaltou a economia brasileira e acredita que isso vai repercutir favoravelmente na organização da competição”.

Indagado sobre o que mudará na prática com a criação da nova secretaria, o ministro afirmou:
“O que muda é você ter um órgão público focado na questão dos aeroportos. A presidente determinou a concessão de três dos principais aeroportos, Guarulhos (São Paulo), Viracopos (Campinas) e Brasília, que terão uma gestão privada e vão acelerar o ritmo da modernização. Outro fator importante é a mudança de gestão da Infraero. O comando foi modificado e novos métodos de gestão vão ser implantados. Acredito que essas medidas terão um impacto muito positivo em um curto prazo. Há um plano de investimento da Infraero, perto R$ 5,5 bilhões, que está em curso, o regime que acelera as licitações também vai permitir ganhar tempo”.

Orlando Silva ressaltou ainda que a proximidade da Fifa com o Brasil a partir de agora deverá contribuir para diminuir a desconfiança em relação ao cumprimento dos termos acordados para a realização da Copa do Mundo em 2014. “Eu tenho insistido que, na medida em que a Fifa passa a se aproximar do Brasil, vai ganhar mais confiança, pois vão ver de perto o que está sendo feito. Informei ao presidente Blatter que eu sei os limites que o país possui e as tarefas que o Brasil terá de cumprir. Melhorar estrutura, serviços, garantir os estádios e oferecer um país adequado à realização do Mundial. Temos de cumprir o programa decidido com a presidente Dilma Rousseff. O aperfeiçoamento do sistema de aeroportos já é um legado para o Brasil”.

Leia tudo sobre: Copa 2014Orlando SilvaJoseph Blatteraeroportos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG