Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ministro defende divisão de eventos da Copa entre várias cidades

Orlando Silva Jr. também anunciou projeto social com futebol para meninos e meninas nas sedes

iG São Paulo |

AE
Orlando Silva, Pelé e Dilma Roussef estiveram em Belo Horizonte nesta sexta-feira. Depois ministro falou por meio de rede social
O ministro do Esporte, Orlando Silva Jr., defendeu nesta sexta-feira que a Fifa divida os eventos da Copa do Mundo de 2014 entre várias cidades. Ele citou, por exemplo, que o Rio de Janeiro foi sede do sorteio das eliminatórias, em julho de 2011, e que outros lugares poderiam receber outras atividades. Silva Jr. respondeu perguntas de internautas por meio de uma conferência via a rede social twitter.

“O Rio fez um grande evento, mas eu imagino que mais cidades devam receber mais atividades, a Fifa poderia dividir isso entre as cidades. Temos vários eventos e todas estão se preparando para receber a Copa do Mundo”, disse Silva Jr, citando as 12 sedes já confirmadas pela Fifa.

A mil dias da Copa, como estão os estádios

Os principais eventos até e durante a Copa serão o sorteio dos grupos da Copa das Confederações, a divisão das sedes que receberão as partidas dessa competição, que será o evento teste para a Copa, o lançamento do mascote e do pôster do Mundial, o sorteio dos grupos, em dezembro de 2013, e a abertura, as semifinais e a final do Mundial. Silva Jr disse que o Governo fez o pedido à Fifa para diversificar os eventos pelo país.

“Quatro cidades se candidataram para a abertura (da Copa) e imagino que a Fifa vá utilizar critérios técnicos. Vai observar a rede hoteleira, questão de aeroportos, é preciso que tenha aeroportos secundários, para aviação executiva. Mas esperamos que mais cidades tenham papeis diferentes”, disse o ministro. São Paulo, Belo Horizonte, Salvador e Brasília são as candidatas.

Ele não quis se posicionar sobre qual cidade deve receber a abertura, mas elogiou os avanços na obra do “Fielzão”, estádio do Corinthians que está em construção e é o favorito para receber a abertura da Copa do Mundo. “O cronograma (do Fielzão) está 30% adiantado. Alguns estádios me deixaram com alguns cabelos brancos, foi nosso maios desafio, mas todos já estão em obras”, disse. Alguns ainda estão atrasados, como mostrou nesta sexta o iG.

Projeto social
O ministro anunciou que em 2012 o Governo lançará projeto social voltado ao futebol em comunidades carentes das 12 cidades sedes. Ele será voltado para cerca de 120 mil crianças, com um detalhe: 50% dos contemplados serão meninas. O futebol feminino ganha espaço no Brasil e tem a melhor jogadora do mundo, Marta.

“Não temos um valor definido de quanto será gasto, mas já está no orçamento da pasta para 2012. Queremos ajudar, por meio do futebol, cerca de 10 mil crianças em cada cidade até a Copa do Mundo de 2014”, disse Silva. O programa ainda não tem nome definido.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG