Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ministro critica Fifa por pressão e diz que ela será surpreendida

Orlando Silva disse que distância da entidade do Brasil é a causa da preocupação com a Copa de 2014

Bruno Winckler, iG São Paulo |

O ministro dos Esportes, Orlando Silva, esteve neste domingo no estádio do Pacaembu para lançar um Juizado especial para o torcedor no estádio antes do clássico entre Corinthians e São Paulo e comentou sobre os preparativos do país para receber a Copa de 2014 .

Julgando que a Fifa esteve ocupada demais nos últimos meses devido à crise que se instalou na entidade depois de casos de corrupção virem à tona , o ministro disse que a distância do secretário geral Jerome Valcke dos recentes incentivos do país para a realização do Mundial para tratar das questões internas da Fifa o fizeram criticar a demora para se apresentar as garantias financeiras tanto do estádio paulista em Itaquera, como de outras sedes.

Siga a página do iG Esporte no Twitter

“Imagino que a direção da Fifa, quando chegar ao Brasil vai perceber que houve uma evolução mais forte do que imaginam. Estão acompanhando de longe. Eu sei que o Jerome (Valcke) está tendo muito trabalho neste período, a Fifa viveu um congresso, uma série de temas foram abordados e o deixaram muito ocupado, e por isso deve estar olhando de longe (os avanços do Brasil). Quando chegar mais perto, a Fifa vai se surpreender e ver novidades boas. Os problemas são conhecidos e serão tratados todos eles. A preocupação dele reflete uma visão de quem acompanhou muito de longe e que andou nesse período muito ocupado”, disse Silva.

O ministro comentou ainda que está seguro que nesta semana a Câmara Municipal votará o projeto de lei de incentivo fiscal à construção do futuro estádio do Corinthians em Itaquera. Está prevista para esta terça-feira a primeira votação .

“Estou convencido que na próxima semana a Câmara deverá aprovar os incentivos para a construção do estádio de São Paulo. Até porque é uma forma que a cidade tem de contribuir para viabilizar esse grande empreendimento que é importante para a cidade. Fazer um estádio do padrão Fifa que permita receber a abertura é importante. A prefeitura cuidou da sua parte e a gente espera que a Câmara faça a parte dela. E as notícias que eu tenho é que seja votada essa medida na próxima semana”, disse Silva.

Valcke criticou na última semana a demora do Brasil em apresentar resultados reais de que o país está, sim, avançando na questão dos estádios como também na ampliação dos aeroportos.

“Sobre os aeroportos, o assunto já foi tratado. Foi criado um ministério específico para incentivar a participação privada na modernização dos aeroportos, mudamos o comando da Infraero. Oque devia ser feito, foi feito. Não tem novidade no assunto, ele (Valcke)precisa conhecer as medidas. A essa altura revisão do orçamento (do Itaquerão) está sendo feita. Quando ele (Valcke) chegar aqui em julho ele terá um relatório detalhado e vamos avaliar juntos a preparação do Brasil. Em julho a Fifa será surpreendida positivamente por um conjunto de informações que vamos apresentar”, disse.

Leia tudo sobre: copa 2014fifaorlando silvacorinthiansfielzão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG