Decisão tomada pelos dirigentes iria afetar os direitos do torcedor, justificou o MP ao vetar a medida

As diretorias de Atlético-PR e Coritiba já haviam acertado a disputa do clássico entre as duas equipes com torcida única, mas o Ministério Público vetou a realização da partida com a presença só de torcedores atleticanos. Segundo o órgão, a decisão tomada pelos dirigentes paranaenses fere os direitos do torcedor, uma vez que o estatuto prevê a defesa dos interesses de todos os adeptos dos clubes brasileiros.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Apesar da medida ser adotada para prevenir possíveis confrontos entre as torcidas dos clubes, o Ministério Público acredita que os torcedores do Coritiba poderiam se revoltar com a presença dos atleticanos no estádio, aumentando ainda mais a violência gerada nas redondezas da partida.

Veja também: Coritiba minimiza vaias e cobranças sobre peças ofensivas

Desse modo, o Coritiba disponibilizará ingressos para o duelo na próxima segunda-feira. O clube poderia ser punido judicialmente se não cumprisse com a ordem determinada pelo MP-PR e precisará acatar e medida tomada pelo Tribunal para que o clássico ocorra sem qualquer intervenção dos promotores.

Leia também: Bruno Mineiro elogia disposição do Atlético-PR em triunfo fora

Com isso, a partida segue marcada para a próxima quarta-feira, às 20h30 (de Brasília), na Vila Capanema. Os torcedores que desejarem comprar ingressos para assistir ao jogo no espaço reservado para a torcida do Coritiba deverão realizar a compra apenas pela internet, já que a venda não acontecerá em nenhum espaço físico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.