Meia do Fluminense vibra com os elogios de Abel e espera ser confirmado na vaga de Deco contra o Bahia

Contratado a pedido do então técnico Muricy Ramalho , Souza chegou ao Fluminense como um dos principais reforços para a temporada de 2011 . Sem espaço com o técnico interino Enderson Moreira, o meia andava insatisfeito e cabisbaixo até a chegada de Abel Braga. Novamente motivado sob o comando de um novo treinador, o jogador voltou a participar de um tempo inteiro na derrota de 2 a 0 para o Corinthians e foi recompensado com elogios do novo chefe.

“Minha motivação é de mil por cento. Eu não jogava 50 minutos há três meses. O Abel me elogiou e me chamou até de garoto após o coletivo de quarta-feira (risos). Escutar isso de quem está chegando e de um cara como ele é ótimo, me motivou muito. Eu quero aproveitar ao máximo o tempo que me for dado em campo”, comemora Souza.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Embora a oportunidade de entrar na equipe tenha surgido com a contusão de um companheiro, Souza admite que essa era a chance que ele estava esperando para voltar a ser titular com a camisa do Fluminense, o que poderá acontecer no próximo sábado, contra o Bahia , às 18h30, no Engenhão.

“É a brecha que estava faltando. Não só para mim, mas como para o Marquinho e para os jogadores que não vinham tendo oportunidade. A chegada de um novo treinador gera esperança e expectativa em qualquer lugar. Comigo não foi diferente. Agora é trabalhar para me enquadrar o mais rapidamente possível ao esquema do Abel”, disse o meia.

“Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos”

Acusado de ter reclamado publicamente do banco de reservas quando o time ainda era dirigido por Enderson Moreira, Souza se defendeu e disse que jamais teve qualquer tipo de problema com o antigo treinador.

“Eu nunca fui a público reclamar da reserva. Apenas respondi em uma entrevista que não estava satisfeito com a reserva. A minha resposta era óbvia. Sou transparente e disse apenas que nenhum jogador fica contente de estar no banco. Mas nunca reclamei ou cheguei atrasado e sempre respeitei a decisão do Enderson”, esclareceu Souza.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.