Tamanho do texto

Com gol de Luis Fabiano, time venceu o Libertad por 1 a 0 e saiu na frente nas oitavas de final da Copa Sul-Americana

selo

No primeiro jogo do São Paulo após a demissão do técnico Adilson Batista, o time venceu o Libertad por 1 a 0 , na noite da última quarta-feira, no Morumbi, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. Apesar do placar magro obtido no duelo de ida diante do rival paraguaio no mata-mata da competição continental, o interino Milton Cruz exaltou a vitória e comemorou o fato de a equipe ter conseguido mostrar uma defesa sólida, depois da derrota por 3 a 0 para o Atlético-GO, no domingo passado, pelo Campeonato Brasileiro.

"O São Paulo se portou bem e o importante é a vitória. Não adianta você ir com muita sede ao pote, querer colocar vários atacantes e tomar gol. Fomos precavidos, protegemos a defesa", ressaltou o coordenador-técnico são-paulino, acostumado há muito tempo com a responsabilidade de substituir, interinamente, treinadores demitidos no clube do Morumbi.

E o fato de o São Paulo ter vencido o Libertad por apenas 1 a 0 não foi motivo de surpresa para Milton Cruz, que já esperava por um confronto complicado. "Jogamos contra uma equipe que vem disputando a Libertadores há três anos seguidos, chegando em finais. Temos de respeitar. Vimos DVDs deles, peguei informações com amigos e sabíamos que seria uma partida difícil", disse.

Milton Cruz também destacou que confiava no poder de fogo do São Paulo, que nesta quarta viu o atacante Luís Fabiano fazer o gol da vitória e finalmente desencantar nesta sua segunda passagem pelo clube. "Lá na frente sabíamos que tínhamos bons jogadores para decidir. Foi um jogo difícil, mas conseguimos sair com esta vitória", comemorou.

Com o triunfo por 1 a 0 no duelo de ida , o São Paulo poderá jogar por um empate no confronto de volta com o Libertad, na próxima quarta-feira, no Paraguai. Quem levar a melhor neste mata-mata terá pela frente a LDU, do Equador, nas quartas de final.