Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Milan é surpreendido e só fica no empate com o lanterna Bari

Líder do Italiano teve Zlatan Ibrahimovic expulso, mas conseguiu empatar com gol do atacante Cassano

Gazeta |

Após ser eliminado da Copa dos Campeões da Europa pelo Tottenham, na última quarta-feira, o Milan tinha tudo para se recuperar neste domingo, quando enfrentou o Bari, lanterna do Campeonato Italiano. Entretanto, a grande diferença na tabela não poupou os rossoneros das dificuldades dentro de campo. Após sair atrás no placar, a equipe da casa só conseguiu o empate nos minutos finais, com o atacante Cassano. Assim, mesmo com a forte pressão no segundo tempo, os mandantes tiveram que se contentar com a igualdade por 1 a 1.

AFP
Bem marcado, Alexandre Pato não conseguiu dar a vitória ao Milan

Mesmo com o domínio da posse de bola, o Milan criou poucas chances efetivas de gol no primeiro tempo. Com uma postura defensiva, o Bari soube aproveitar uma falha do sistema defensivo do Milan e abriu o placar no final da etapa inicial, com Rudolf. Na segunda etapa, uma agressão de Ibrahimovic em cima de Rossi, seguida da expulsão do sueco, piorou a situação dos donos da casa, que, no entanto, tiveram forças para chegar ao empate.

Com o resultado, o Milan foi aos 62 pontos e se manteve a cinco pontos da segunda colocada Inter de Milão, que também empatou na rodada. Para o Bari, o ponto somado não foi suficiente para minimizar a péssima situação do clube, que tem apenas 17 pontos em 29 jogos do Campeonato Italiano.


O jogo

A diferença de 42 pontos na tabela de classificação demonstrava a superioridade técnica do Milan no começo da partida. Querendo a vitória para ao menos amenizar a eliminação na Copa dos Campeões, os rossoneros dominaram as ações ofensivas desde os primeiros minutos.

Com muita posse de bola, a equipe da casa trabalhava muito as jogadas com o seu trio de atacantes, mas era ineficiente nas finalizações. Na principal chance do Milan no primeiro tempo, Ibrahimovic cobrou falta no ângulo esquerdo do goleiro do Bari, que teve trabalho para afastar o perigo.

Cauteloso em campo, o Bari aproveitou uma falha do sistema defensivo rossonero para abrir o placar. Em cobrança de falta pelo lado direito, Almiron tocou rasteiro para Rudolf, que recebeu na grande área, dominou sem ser incomodado e bateu rasteiro no canto direito de Abbiati.

Querendo a reverter a desvantagem inesperada, o Milan voltou para o segundo tempo pressionando ainda mais o Bari. Aos dois minutos, Ibrahimovic acertou passe para Robinho que, dentro da área, concluiu para as redes. No entanto, a jogada foi paralisada pelo bandeira, que marcou impedimento que não existiu.

Pouco depois, Ibrahimovic invadiu a área pela esquerda, dominou e bateu para o gol, mas o árbitro anulou mias um tento do Milan, marcando toque de mão do sueco e advertindo o jogador com o cartão amarelo.

As coisas pioraram para os donos da casa aos 27 minutos da etapa final, quando o mesmo Ibrahimovic perdeu a cabeça e agrediu Rossi na barriga, sendo corretamente expulso pelo árbitro Christian Brighi.

Mesmo com a desvantagem numérica, o Milan não se abalou, e conseguiu chegar ao empate aos 36 minutos, após cruzamento de Antonini completado para as redes por Cassano.

Leia tudo sobre: milanfutebol mundialitália

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG