Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

México dispensa oito jogadores por levarem prostitutas a concentração

Atletas foram mandados de volta para casa horas antes do embarque para a Argentina, onde será realizada a Copa América

iG São Paulo |

Getty Images
Jonathan dos Santos é um dos pivôs do escândalo das prostitutas na concentração mexicana
Oito jogadores da seleção mexicana foram dispensados nesta terça-feira do elenco que disputará a Copa América na Argentina . Jonathan dos Santos, Nestor Vidrio, Javier Cortes, David Cabrera, Nestor Claderon, Israel Jimenez, Jorge Hernandez e Marco Fabian levaram prostitutas à concentração da delegação no Equador e foram mandados de volta ao México horas antes do embarque para a Argentina.

Os atletas foram pegos depois que alguns membros do elenco denunciaram que itens pessoais como computadores e telefones celulares foram roubados de seus quartos. A investigação sobre os furtos levou à descoberta da presença das prostitutas por meio de vídeos de segurança do hotel.

Leia mais notícias sobre a seleção brasileira

“Temos vídeos de mulheres indo aos quartos guiadas por um membro da delegação mexicana”, afirmou Robert Ramia, administrador do hotel, segundo o site ITV. Ele revelou ainda que camareiras encontraram camisinhas e chaves dos quartos de Jonathan dos Santos e Nestor Vidrio jogadas em latas de lixo.

Com sua estreia na Copa América marcada para o dia 4 de julho, o México conta atualmente com apenas 14 jogadores em sua delegação. O país, que está no Grupo C ao lado de Uruguai, Chile e Peru, optou por não levar sua seleção principal para a competição.

Este é o segundo escândalo que assola a equipe da América do Norte em menos de um mês. No início de junho, cinco jogadores foram pegos em exame antidoping durante a disputa da Copa Ouro da Concacaf por consumirem comida contaminada.

Leia tudo sobre: copa américa 2011méxico

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG