Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Messi é decisivo, enquanto Cristiano é espetacular", diz Piqué

Companheiro do argentino, zagueiro atuou com atacante português por quatro anos no Manchester United

EFE |

As constantes comparações entre os dois últimos jogadores a receberem da Fifa o prêmio de melhor do mundo, Cristiano Ronaldo (2008) e Lionel Messi (2009 e 2010), voltaram nesta segunda-feira a ganhar destaque na imprensa europeia, desta vez com a opinião do zagueiro Gérard Piqué, do Barcelona. Por estar acostumado a ver de perto as façanhas do argentino, seu companheiro de equipe, e do atacante português, com quem atuou por quatro anos no Manchester United, Piqué não poupou elogios a ambos, mas não escondeu sua predileção pelo camisa 10 do Barça.

"Messi tem algo a mais. É decisivo, enquanto Cristiano Ronaldo é espetacular. Ronaldo busca o jogo muito bem, tem um excelente cabeceio, mas Lio é mais direto com a bola", afirmou Piqué em entrevista publicada nesta segunda-feira pelo jornal francês "L'Équipe". O zagueiro reconheceu que "ambos são difíceis de marcar", mas que a tarefa é "um pouco mais fácil" em relação a Cristiano Ronaldo, e deu a receita.

"É preciso fazer que ele jogue com a perna esquerda, com a qual não é tão bom como com a direita. Isso se faz levando a uma das pontas do campo e impedindo-o de cortar para o meio", afirmou o jogador em entrevista que foi feita em janeiro.

Piqué também lembrou da promoção de Messi ao elenco profissional do Barcelona. "Era pequeno e frágil. Com aquela altura nos perguntávamos o que ele faria conosco. Mas desde o primeiro treino, quando pegava a bola, não conseguíamos pará-lo. Ainda não podemos. Seu ponto fraco era seu físico. Na segunda partida sofreu uma lesão", disse. De sua passagem pelo Manchester United, o espanhol afirmou ter aprendido a "utilizar o corpo no um contra um".

Ele também comparou os estilos dos técnicos Alex Ferguson e Josep Guardiola. "Guardiola pode gritar tão forte como Ferguson, mas quase não o faz. Procura mais o diálogo, a explicação do que funciona e o que não funciona. Ferguson é mais impulsivo", explicou, acrescentando que ambos "têm a capacidade de motivar seus homens".

Leia tudo sobre: futebol mundialespanhabarcelonamessicristiano ronaldo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG