Atacante do Barcelona, criticado pelas suas atuações pela seleção, marcou três gols nesta quarta

Messi marcou três gols na vitória da Argentina
EFE
Messi marcou três gols na vitória da Argentina
Dono de uma qualidade indiscutível, o argentino Lionel Messi salvou a seleção de seu país nesta quarta-feira e evitou mais um fracasso dos hermanos em amistosos internacionais. Dessa vez, a vítima foi a Suíça, que foi derrotada por 3 a 1, na cidade de Berna, e presenciou uma excelente atuação do criticado astro do Barcelona em seus domínios.

Leia mais: Uruguai não consegue segurar vantagem e empata com a Romênia

Apesar de não ter uma apresentação parecida com aquelas que o consagraram no time catalão, Messi fez jus ao título de melhor jogador do mundo e marcou os três da Argentina. No entanto, a movimentação do atleta ainda deixou a desejar e as falhas defensivas da seleção preocuparam muito o técnico Alejandro Sabella.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O gol marcado pelo melhor jogador do mundo surgiu após uma boa jogada com o atacante do Manchester City, Sergio Aguero. Aos 20 minutos do primeiro tempo, Messi arrancou no meio-campo e tocou para seu companheiro de ataque, que devolveu rapidamente de calcanhar para a batida de primeira do avançado.

Confira ainda: Goleada do Bahrein por 10 a 0 nas eliminatórias gera suspeitas

Após o gol marcado, a Argentina não conseguiu manter a pressão que vinha impondo aos donos da casa e apenas administrou a vantagem antes do intervalo. Já a Suíça, por sua vez, não apresentava qualquer perigo ao seu adversário e tentava jogar no erro dos sul-americanos para igualar o marcador.

A tática acabou dando certo já no começo do segundo tempo. O rápido Lichsteiner avançou pela esquerda e tocou para o centro da área. A bola caiu nos pés de Mehmedi, que na marca do pênalti, furou de uma forma bizarra. No entanto, o esférico sobrou para Shaqiri, que não desperdiçou a liberdade dada pela zaga argentina e fuzilou o goleiro Sergio Romero.

O restante do jogo acabou perdendo muito em qualidade técnica e foi marcado por chances esporádicas de gol para as duas seleções. Primeiro a Suíça teve duas grandes oportunidades com Shaqiri, que levou perigo à meta de Romero com chutes de fora da área. Em seguida, Salvio quase desempatou com uma boa finalização do lado esquerdo, mas não conseguiu passar por Wolfli.

Quando a partida caminhava para o seu fim, Messi roubou uma bola do zagueiro adversário e partiu em velocidade. Sem sofrer o combate de nenhum defensor suíço, o avançado conseguiu ficar cara a cara com o arqueiro anfitrião e deu um toque por baixo da bola para enganar Wolfli e desempatar o duelo.

Assustada com o gol sofrido, a Suíça se mostrou afobada no lance seguinte e um pênalti infantil em cima de Higuaín deu a chance para que o craque do Barcelona balançasse as redes pela terceira vez. Com uma tranquilidade invejável, o atleta tomou a bola e colocou no canto oposto do goleiro, decretando assim a boa vitória argentina.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.