Tamanho do texto

Julinho Camargo justifica escolha por função tática no esquema com meias lateralizados

Leandro atuou 53 minutos, 16 a mais do que Miralles no empate do Grêmio com o Figueirense, quarta-feira, em Florianópolis, e mesmo assim foi menos efetivo. Não finalizou a gol, algo que o reserva fez uma vez nos 37 minutos em que esteve em campo no Orlando Scarpelli . A diferença na atuação, o que confirma a média de atuações no Brasileirão , não foi suficiente para mudar a avaliação de Julinho Camargo.

Entre para a Torcida Virtual do Grêmio e convide seus amigos

Twitter iG Grêmio: Notícias e comentários em tempo real

A função tática desempenhada por Leandro, no esquema 4-5-1 com meias lateralizados, é a justificativa do treinador para deixar um investimento de US$ 2,3 milhões (R$ 3,7 milhões), valor pago ao Colo Colo pelo argentino, na reserva. A explicação:

“Vejo o Leandro funcionando de forma efetiva. Recompõe a marcação, auxilia na armação e consegue chegar à frente. Miralles tem qualidade e estamos trabalhando estes conceitos com ele”.

Leandro ainda deu um drible, sofreu duas faltas e perdeu três bolas. Miralles fez o mesmo à exceção de ter cavado uma infração a menos do rival.

O Grêmio volta de Florianópolis na manhã desta quinta-feira. Sexta-feira é o dia da reapresentação e do começo da preparação para enfrentar o América-MG, dia 27, no Olímpico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.