Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mesmo no início, atual zaga são-paulina já é a melhor da história

Clube paulista levou um tento no Campeonato Brasileiro de 2011 e tem média de apenas 0,25 gol tomado por partida

Mário André Monteiro, iG São Paulo |

Com saída de Alex Silva e com a ida de Miranda para o futebol espanhol, muitos acreditavam que o São Paulo perderia sua eficiência no setor defensivo, marca registrada do clube nos últimos anos, principalmente na campanha do tricampeonato brasileiro, entre 2006 e 2008. O começo da temporada 2011, porém, tem se mostrado bastante diferente do que as pessoas imaginavam.

Siga o iG São Paulo e o autor Mário André Monteiro no Twitter

Vipcomm
Xandão foi titular nos 4 jogos do Brasileirão
A zaga são-paulina foi vazada apenas uma vez em quatro jogos. E o tento que a equipe levou não foi nem de um adversário, mas sim um gol-contra de Casemiro, no jogo diante do Grêmio .

"A gente brincou até depois, brincamos que não sofremos gols ainda, foi gol-contra do Casemiro. Mas tomamos esse gol, temos um gol sofrido e ainda assim permanecemos como a defesa menos vazada. É um motivo de muito orgulho", disse Xandão , titular em todos os jogos do torneio até aqui.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

O torneio ainda está no início, mas o desempenho já faz a atual defesa do time ter a melhor média da história do clube no Brasileiro: 0,25 gol sofrido por jogo. O retrospecto é superior ao de 2007, melhor ano neste quesito. No Brasileirão daquela temporada, o São Paulo levou apenas 19 gols em 38 jogos - média de 0,50 por partida. Miranda, Alex Silva e Breno formaram o trio de zagueiros na ocasião.

Em 2007, o time também havia levado somente um gol nas quatro primeiras rodadas. Vitória de 2 a 0 sobre o Goiás , derrota de 1 a 0 para o Náutico , empate de 0 a 0 com o Palmeiras e vitória por 1 a 0 diante do Paraná . No 5º jogo o São Paulo voltou a levar gol: revés de 1 a 0 para o Atlético-MG .

O sistema defensivo de 1973 está em 3º lugar como mais eficiente, quando sofreu 22 gols em 40 partidas do Brasileiro daquele ano, o que representa um número de 0,55 gol por jogo. Na ocasião, nas quatro rodadas iniciais, empate por 1 a 1 com o Bahia , vitórias de 1 a 0 sobre o CRB e de 3 a 0 sobre o Sport e empate de 1 a 1 com o Guarani . Ou seja, o time já havia levado mais de um gol antes da 5ª rodada.

O elenco atual, além de Xandão, conta com o titular Rhodolfo . O camisa 4, entretanto, vem sofrendo com as seguidas lesões e jogou apenas uma vez neste Brasileirão. Seu substituto em três partidas foi o jovem Luiz Eduardo , de apenas 18 anos de idade. E o garoto vem dando conta do recado.

"Se a molecada está jogando é porque tem qualidade. Os experientes, em certos momentos do jogo, sabem tocar a bola, a hora de cadenciar. Nos orientam bastante", disse Luiz Eduardo.

O grupo são-paulino deve ganhar mais um jogador da posição nas próximas semanas, já que a diretoria do clube avisou que o zagueiro uruguaio Coates, de 20 anos, está praticamente contratado. O defensor de 1,96m de altura, recentemente campeão do seu país pelo Nacional, foi uma indicação de Lugano e também é pretendido por clubes europeus.

Neste domingo, o São Paulo terá mais um desafio pela frente para tentar vencer, manter os 100% de aproveitamento e fazer com que sua meta não seja vazada. O adversário será o Ceará , no estádio Presidente Vargas, na cidade de Fortaleza. O duelo está marcado para 16h (horário de Brasília).

Leia tudo sobre: São PauloBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG