Meia marcou um gol e participou de outro na reestreia, mas é dúvida para iniciar o jogo contra o Colo Colo

Apesar do meia Paulo Henrique Ganso brilhar em seu retorno aos gramados – marcou um gol e participou de outro em apenas 45 minutos de jogo – na vitória do Santos contra o Botafogo por 2 a 1 no último sábado, na Vila Belmiro, o camisa 10 não está confirmado como titular para o duelo 'decisivo' contra o Colo Colo na próxima quarta-feira, no Chile, pela terceira rodada da Copa Libertadores da América.

“Temos uma dúvida com relação a ele (Ganso) suportar 90 minutos. Nós ditamos hoje (sábado) o ritmo do jogo, com o placar a nosso favor. Em dez minutos ele desenhou a partida, mas para 90 minutos temos que pensar mais um pouco se é o melhor para ele. Vamos decidir o melhor para a equipe e não só para o jogador”, afirmou Martelotte.

Se Martelotte cumprir o que disse sobre fazer o melhor para a equipe, Ganso terá grandes chances de retornar ao time titular. Isso porque, o Santos teve um desempenho ruim sem a presença de Ganso em campo, no primeiro tempo do jogo contra o Botafogo. Após empatar por 0 a 0 a primeira etapa, receber vaias da torcida e ver o adversário ter as melhores oportunidades no jogo, o time voltou do intervalo com a substituição que mudou a postura da equipe: Ganso na vaga de Diogo.

O meia brilhou, marcou um gol, fez jogadas de efeito, deu um passe de calcanhar e transformou as vaias da torcida em alegria e vibração no segundo tempo. Mesmo com a atuação de gala do meia, Martelotte faz uma discurso precavido em relação a utilização do atleta, mas não esconde que Ganso estará em campo contra o Colo Colo.

“Temos que avaliar, pesar. Ele pode sentir o peso de iniciar o jogo com o adversário descansado. No segundo tempo, pode entrar em situação mais difícil. Podemos também ter a surpresa dele aguentar o jogo todo, mas seria uma surpresa. Bom será contar com ele”, disse o técnico interino.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.