Tamanho do texto

Emocionada, mãe do menor não se despede do filho no caixão e pai acompanha sepultamento à base de remédio

Agência O Globo
Emocionada, mãe do menor não se despede do filho
Foi enterrado, no começo da tarde desta sexta-feira, em São João Nepomuceno (MG), o menor Wendel Junio Venâncio da Silva, morto na manhã de quinta-feira durante um treino para integrar o time sub-15 do Vasco no CT de Itaguaí (a 70 km do Rio). O menino de 14 anos passou mal logo no começo da atividade e como não havia médico no clube foi levado de carro para um hospital local.

Veja também:  Polícia aponta falhas no CT do Vasco após inspeção

O sepultamento foi no cemitério municipal da cidade mineira. Emocionados, parentes e amigos aplaudiram o caixão ao se despedirem do menor. Wendel estava no Rio na casa de amigos e realizava seu segundo teste no CT, de propriedade do ex-jogador Pedrinho Vicençote.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

A mãe do menino, Rita de Cássia da Silva, não acompanhou o sepultamento. O pai, Antônio Carlos da Silva, estava à base de remédio.

E mais:  Diretoria do Vasco blinda responsáveis pela base

No Rio, a diretoria do Vasco blinda os profissionais das categorias de base para evitar que a exposição na mídia piore, já que o assunto está virando caso de polícia. Os jogadores do time profissional lamentaram a morte de Wendel.

Ajude a aumentar a torcida virtual do Vasco