Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Melhor do mundo em 2001, Figo é condenado a pagar multa do fisco espanhol

Ex-atleta terá que acertar dívida de R$ 5,8 milhões. Português diz que já pagou tudo em 2002

iG São Paulo |

Ex-melhor do mundo em 2001 pela Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados), o português Luís Figo ganhou um "prêmio" nada gratificante do governo da Espanha nesta quarta. A Suprema Corte do país condenou o ex-atleta a pagar cerca de 2,4 milhões de euros (aproximadamente R$ 5,8 milhões) ao fisco espanhol, referente ao período em que atuou pelo Barcelona (de 1995 a 2000).

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Getty Images
Bon vivant, Figo vai sofrer abalo no bolso
O português apelou em 2008 contra o governo do país ibérico, que desde então cobrava impostos relativos aos direitos de imagem do jogador, mas perdeu a ação. Também nesta quarta, o ex-melhor do mundo divulgou comunicado no qual alega ter quitado todas as suas dívidas com o fisco em 2002.

Leia mais notícias sobre futebol espanhol

"Não há qualquer condenação, nem qualquer imposto em falta ou em dívida, nem qualquer pagamento devido. O que resulta da decisão do Supremo Tribunal é a denegação da impugnação apresentada, o que nada tem que ver com uma condenação no pagamento de um imposto", afirma o luso.

Figo atuou por cinco anos pelo Barcelona, ganhando duas vezes o Campeonato Espanhol antes de se transferir de maneira polêmica - e por um valor astronômico - para o rival Real Madrid . No clube da capital espanhola, o português também teve passagem vencedora, com dois títulos nacionais e a Liga dos Campeões da Europa 2001/02. Ele se aposentou pela Inter de Milão , equipe pela qual conquistou quatro Italianos antes de parar de jogar, em 2009.

*com agências

Leia tudo sobre: Futebol MundialPortugalItáliaEspanhaReal MadridBarcelonaInternazionaleFigo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG