Tamanho do texto

Alexandre Campelo diz que Ricardo Gomes não tomava regularmente medicamento para controlar hipertensão

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico sofrido por Ricardo Gomes no domingo tem ou não relação com a isquemia transitória que o treinador sofreu em fevereiro de 2010 no São Paulo? O discurso do médico Alexandre Campelo é conflitante com o de Clovis Munhoz, que acompanhou o técnico do Vasco durante todo a cirurgia para drenagem do coágulo na noite de domingo.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Munhoz assegurou reiteradas vezes que Gomes fora submetido a uma bateria de exames no período em que trabalhou no Morumbi e depois de investigar o caso, não havia riscos de nova lesão. Campelo, por sua vez, associou o AVC de domingo com o episódio anterior.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

“Pode ter ligação, sim. Ele devia ter um quadro de hipertensão. Hipertensão não se cura” disse o médico, acrescentando que o treinador não tomava o medicamente de forma correta. “Ouvi dizer que ele tomava este medicamente de maneira irregular, mas não há como confirmar”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.