Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Médico já admite relação do AVC com isquemia sofrida no São Paulo

Alexandre Campelo diz que Ricardo Gomes não tomava regularmente medicamento para controlar hipertensão

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) hemorrágico sofrido por Ricardo Gomes no domingo tem ou não relação com a isquemia transitória que o treinador sofreu em fevereiro de 2010 no São Paulo? O discurso do médico Alexandre Campelo é conflitante com o de Clovis Munhoz, que acompanhou o técnico do Vasco durante todo a cirurgia para drenagem do coágulo na noite de domingo.

Siga o iG Vasco no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Munhoz assegurou reiteradas vezes que Gomes fora submetido a uma bateria de exames no período em que trabalhou no Morumbi e depois de investigar o caso, não havia riscos de nova lesão. Campelo, por sua vez, associou o AVC de domingo com o episódio anterior.

Entre para a Torcida Virtual do Vasco e convide seus amigos

“Pode ter ligação, sim. Ele devia ter um quadro de hipertensão. Hipertensão não se cura” disse o médico, acrescentando que o treinador não tomava o medicamente de forma correta. “Ouvi dizer que ele tomava este medicamente de maneira irregular, mas não há como confirmar”.
 

Leia tudo sobre: vascoricardo gomes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG