Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Médico do Bahia pode vetar Jobson pelo histórico com drogas

Em 2009, atacante ex-Atlético-MG e Botafogo chegou a ficar suspenso por seis meses pelo uso de cocaína

Gazeta |

AE
Jobson em sua apresentação no Atlético-MG. Passagem do atacante por Belo Horizonte foi curta
O atacante Jobson deve assinar contrato com o Bahia nesta quarta-feira. Mesmo com o histórico de indisciplina do jogador, que teve problemas no Atlético-MG e no Botafogo , o clube não quis se precaver com cláusulas de risco. No entanto, o coordenador médico Marcos Lopes promete vetar a negociação se não for convencido que o novo contratado está livre das drogas.

"O contrato só será efetivado depois da minha assinatura. Para que isso aconteça, preciso ter informações sobre a história do Jobson. Quero saber se está livre das drogas. Se não estiver bem, irei vetá-lo", afirmou ao jornal "A Tarde". Em 2009, Jobson foi suspenso por seis meses pelo uso de cocaína.

O técnico René Simões, por sua vez, promete colocar o jogador nos eixos. Famoso pelo uso da psicologia no trato com seus comandados, ele informou que conversou com a psicóloga do Botafogo, com a assistente social do time carioca, que é sua sobrinha, e com o técnico do Atlético-MG, Dorival Júnior.

"Todos disseram que é um jogador brilhante, mas precisa ter controle. Vamos sair no tapa algumas vezes, mas vale o risco", comentou.

O Bahia também negocia com o goleiro Michel Alves , do Vila Nova . Ele foi um dos protagonistas da briga no estádio Serra Dourada após a semifinal do Campeonato Goiano contra o Goiás . "Ele está envergonhado, pois é um profissional exemplar", afirmou René, que treinou o Atlético-GO antes de desembarcar em Salvador.

Leia tudo sobre: BahiaAtlético-MGJobsonMercado da bola

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG