Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Medalhões se recusam a dar entrevistas nas Laranjeiras

Jogadores como Fred, Conca, Deco e Diguinho raramente aceitam atender a imprensa na cobertura diária do Fluminense

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

 

O silêncio dos medalhões não chega a ser uma exclusividade do Fluminense. Pelo contrário, o que mais se têm escutado e lido por ai é que está cada vez mais difícil fazer a cobertura diária dos grandes clubes. Falar com o craque do time, então, tornou-se um privilégio de luxo para poucos. Quase um missão impossível. Nas Laranjeiras, os assessores até tentam, mas a cada dia a expectativa para saber quais jogadores serão os escolhidos aumenta e aflige a imprensa.

Na semana que antecedeu o jogo contra o Goiás, por exemplo, todas as atenções estavam voltadas para os retornos de Deco e Fred, fora do time há vários jogos. Nada mais natural do que os craques contratados a preço de ouro falarem pelo menos um dia. Nada feito. É verdade que o primeiro até falou durante um treino realizado na praia, já o capitão Fred, nem uma palavra sequer durante toda a semana. Os pedidos foram muitos, mas nada que o trio de assessores pudesse fazer.

Mas Fred não é o único que não fala. Diguinho e Conca, outros dois destaques do time no Campeonato Brasileiro, também se recusam a darem as caras nas coletivas. O primeiro por se sentir perseguido pela imprensa, já o argentino por não gostar de dar entrevistas. Sendo assim, resta aos torcedores do Fluminense acompanharem as entrevistas dos mesmos jogadores de sempre semana sim semana não.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirofluminensefutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG