Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Mazembe espera mudar impressão do futebol africano

Agora, o time do Congo quer aproveitar a chance de ser campeão do torneio, apesar de reconhecer a força do adversário italiano

Agência Estado |

Autor de um dos gols da vitória na semifinal diante do Inter, o atacante Dioko Kaluyituka admitiu nesta sexta-feira que o Mazembe está fazendo uma campanha histórica no Mundial de Clubes, ao chegar à final do torneio, marcada para acontecer neste sábado, contra a Inter de Milão. E, segundo ele, isso pode mudar a impressão que o mundo tem do futebol africano.

Primeiro clube africano a chegar à final do Mundial, o Mazembe surpreendeu os favoritos Pachuca, do México, e Inter, do Brasil, para conseguir disputar o título neste sábado, contra a Inter de Milão, em Abu Dabi. Agora, o time do Congo quer aproveitar a chance de ser campeão do torneio, apesar de reconhecer a força do adversário italiano.

"Estamos conscientes da natureza histórica da nossa performance. Temos a impressão de que o futebol africano não é encarado com a seriedade devida. Talvez a nossa caminhada possa mudar a mente de algumas pessoas e ajudar a África a continuar evoluindo", afirmou Kaluyituka, reforçando que o Mazembe não está no Mundial por "acidente". "Nós merecemos estar aqui."

Segundo o atacante, houve menosprezo com o Mazembe. "Penso que ninguém, incluindo nossos adversários, acreditava que pudéssemos conseguir. No fundo, eles talvez pensassem que venceriam esse time pequeno facilmente. Mas esse time pequeno conseguiu chegar à final", disse Kaluyituka, que, no entanto, prevê dificuldades extras contra a Inter de Milão, a quem chamou de "melhor time do mundo".

Leia tudo sobre: MazembeInter de MilãoMundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG