Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Maus resultados não afetam o planejamento do Paraná Clube

Presidente Aquilino Romani assegura que diretriz será mantida, sem estourar orçamento

Altair Santos, iG Curitiba |

Depois de duas derrotas na largada do Campeonato Paraense, o que coloca o Paraná na condição de lanterna da competição, o presidente do clube, Aquilino Romani, afirmou que o planejamento do início da temporada não será alterado. Significa que não haverá contratações de jogadores que queiram receber mais de R$ 10 mil por mês. “Vamos trabalhar dentro do nosso orçamento. A torcida sabe de nossas limitações, que lutamos contra outras equipes que têm dez vezes mais recursos (Atlético-PR e Coritiba), e tenho certeza que ela compreende nosso trabalho”, disse o dirigente.

Romani afirmou que as 12 contratações feitas até agora vieram através de parcerias. “Tem jogadores de empresários, tem de clubes. Mas o importante é que todos eles têm percentual que é do Paraná Clube. Havendo uma negociação no período em que o atleta estiver aqui, o clube terá direito a receber”, revelou o presidente, completando que os percentuais sobre cada jogador variam de 20% a 50% e que a maioria assinou contrato até o final do ano.

Em 2008, o Paraná seguiu um roteiro semelhante. O clube, no entanto, mudou os planos ao longo do Campeonato Paranaense daquele ano, quando se viu ameaçado de rebaixamento. Aquilino Romani afirma que isso não vai ocorrer este ano. “O passado nós não temos que comentar. O importante é que nós sabemos que contratamos com critério. Naquela época, a gente contratou jogadores com valores bem acima do que contratamos hoje. Agora, são todos jogadores de custo baixo, onde boa parte dos salários é paga por empresários ou pelos times dos quais eles têm origem. Então, é totalmente diferente daquela época”, assegurou.

Segundo o dirigente, o Paraná só fará investimento às vésperas da disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. “Na Série B nós temos uma meta mais forte. O marketing está buscando parcerias para aumentar nossos recursos e permitir que possamos trazer atletas de mais peso. Até lá, o planejamento será mantido”, reafirmou, seguro de que maus resultados não afetarão a diretriz do clube neste semestre, mesmo que o barato saia caro.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG