Tamanho do texto

Volante argentino reconheceu que em nenhuma outra equipe teve tanta obrigação no ataque quanto no Barça

O volante argentino Javier Mascherano não é uma unanimidade no Barcelona . Desde que chegou ao clube, no início da temporada, ele não conseguiu ter uma sequência e admitiu que chegou onde chegou "mais pela dedicação que pelo talento".

"Estou contente, pois cheguei onde queria chegar. Sei que cheguei ao Barcelona mais pela dedicação, pelo trabalho, que pelo talento. Jogar em um clube que pratica outro tipo de futebol do que eu havia jogado me ajuda a crescer como futebolista e ser mais completo", afirmou o volante.

Segundo o ex-jogador do Liverpool , ele nunca teve tantas obrigações ofensivas como tem no Barcelona, onde ainda não conseguiu se encaixar.

"Nas outras equipes, não participava muito da construção do jogo. Estava mais para um jogador defensivo. Hoje tenho que participar e tenho que aprender. Já aprendi que há outra maneira. No Barça, a gente joga sempre com a bola e, por isso, corremos menos", analisou.

Apesar de ser reserva, Mascherano não se mostrou chateado com o técnico Pep Guardiola e tratou de elogiar o titular, Sergio Busquets. "Tenho que entender que o Busquets é o ideal para a filosofia do clube, sabe marcar, tem boa técnica, nasceu para jogar ali. Estou contente com os minutos que o Guardiola me dá. Não posso ser tolo e achar que vou jogar todas as partidas no Barcelona", explicou.