Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Martelotte espera reencontro amigável entre Neymar e Dorival

Os dois sabem muito bem até que ponto é verdade tudo o que saiu na imprensa, sobre o desgaste entre os dois, declarou o interino do Santos

Gazeta Esportiva |

O reencontro entre o técnico Dorival Júnior e o atacante Neymar é, realmente, o principal atrativo do jogo entre Atlético-MG e Santos, neste sábado, às 19h30 (horário de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG). Mas, para o técnico interino santista, Marcelo Martelotte, o reencontro entre os dois deve ser amigável, sem qualquer ressentimento por conta da polêmica que culminou com a saída de Dorival da Vila Belmiro, em meados de setembro.

"Acho que na verdade esse reencontro vai ser bastante amigável, pois os dois sabem muito bem até que ponto é verdade tudo o que saiu na imprensa, sobre o desgaste entre os dois. Eles sabem até que ponto é verdade ou exagero tudo o que foi veiculado. Por isso, não acredito que haverá algum tipo de problema entre eles. Esse reencontro deve ser o mais amigável possível", afirmou Martelotte.

Vale lembrar que Dorival Júnior deixou o comando do Peixe após um desentendimento com a diretoria do clube sobre uma punição dada a Neymar, depois que o jovem craque santista o ofendeu, na vitória sobre o Atlético-GO, no dia 15 de setembro, na Vila Belmiro. A cúpula alvinegra multou a Joia e acatou o pedido do treinador para afastá-la da partida contra o Guarani. Porém, os dirigentes não concordaram com o afastamento de Neymar diante do Corinthians. Com isso, Dorival caiu e o atacante acabou disputando o clássico.

Indagado se, por conta desse episódio e da expectativa em torno desse reencontro com Dorival Júnior, teria passado alguma instrução a Neymar sobre como deve se comportar, antes e durante esse confronto, Marcelo Martelotte rechaçou por completo a necessidade desse tipo de instrução.

"Não darei uma orientação especial a ele sobre isso (conversa com Dorival). As minhas recomendações ao Neymar dizem respeito somente ao jogo, o que ele faz durante a partida e o comportamento que ele deve ter quando a bola rolar, dentro de campo. E quanto a isso, estou satisfeito. Não tenho nada mais a pedir ao Neymar além do que ele já tem feito", concluiu.

Leia tudo sobre: atlético-mgcampeonato brasileironeymarsantos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG