Assim como aconteceu nas quartas de final, clube catarinense vai iniciar a semi atuando fora de casa

O Avaí surpreendeu o São Paulo nas quartas de final da Copa do Brasil e agora enfrenta o Vasco em novo duelo de ida e volta para ir à final da competição. Para o meia Marquinhos , o bom desempenho até aqui não deve fazer com que a equipe se acomode. Ao contrário, o time deve se inspirar no Criciúma, que venceu o torneio em 1991, quando era comandado por Luiz Felipe Scolari.

"O pensamento dos jogadores é igualar o Criciúma. Igualar o Figueirense (vice-campeão em 2007) não vai adiantar de nada. Para mim, o segundo lugar é o primeiro dos últimos", afirmou o experiente jogador.

Assim como aconteceu nas quartas de final, o Avaí vai iniciar a semifinal atuando fora de casa, na próxima quarta-feira, às 21h50 (horário de Brasília), em São Januário. Para Marquinhos, a dedicação terá que ser total desde a primeira partida para que uma nova classificação seja obtida.

"Se a gente quiser obter sucesso tem que jogar no limite e mesmo assim vai ser difícil. O Vasco é uma equipe fortíssima. A gente tem que ter consciência que só temos condições de surpreender o Vasco se colocarmos o coração no bico da chuteira e lutar por cada bola", pediu o meia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.