Treinador explica que o trabalho tem etapas e que a primeira delas é fazer o camisa 12 se firmar no Flu

Uma coisa de cada vez. Essa é a meta do preparador de goleiros do Fluminense para a carreira de Diego Cavalieri . Apesar das ótimas atuações do novo titular diante de Bahia e Avaí , Marquinhos contém o entusiasmo dos torcedores tricolores, diz que é muito cedo para o jogador pensar em Seleção Brasileira e revela que primeiro passo é fazer com que o camisa 12 entre para a história do atual campeão brasileiro.

“Claro que um homem sem sonho não é nada, mas devemos ir por etapas. A primeira dela é fazer dele um excelente goleiro no Fluminense. O resto acontecerá naturalmente, mas é claro que não é hora de pensar em Seleção”, afirmou o preparador de goleiros.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Se a camisa da Seleção ainda é um objetivo distante na opinião de Marquinhos, a titularidade no Fluminense parece garantida mesmo após Ricardo Berna se recuperar de uma fratura na costela e voltar aos treinamentos. A decisão, no entanto, é tomada em conjunto, afirma o treinador de goleiros.

“Todas as decisões são tomadas em conjunto com o Abel . Ele é a locomotiva chefe, nós apenas fazemos uma função de suporte. Mas é óbvio que ele sempre vai ouvir a minha opinião. O titular é aquele que está jogando. A titularidade é conquistada nos treinamentos e nos jogos. Tudo é uma sequência natural. Quem joga, vai ter essa sequência”, explicou.

“Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos”

Apesar do jeitão sereno e simpático fora de campo, Marquinhos reconhece que durante o trabalho não dá moleza, pega pesado mesmo e exige ao máximo dos goleiros.

“Eu sei que trabalho um pouco pesado, puxado. Mas é assim que tem de ser e que consigo meus objetivos. É preciso ter “feeling“ para saber dosar. Eu sei que falo e grito o tempo todo, mas essa é minha maneira de tirar um algo a mais deles. Quando eles já estão cansados, isso serve de estímulo, de motivação”, afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.