Meio-campista acrescentou ainda que sequer o Botafogo e os torcedores aprovam o estádio

selo

Depois da derrota para o Atlético-MG , o Fluminense volta para casa em busca de uma vitória sobre o Ceará , no domingo. Se bem que o Engenhão não tem sido um lar para os times cariocas, que convivem com pouco público e clima frio no estádio. O meia Marquinho disse abertamente, nesta sexta, que gostaria de atuar em outras praças.

"Na verdade, o Fluminense não gosta do Engenhão, o Flamengo não gosta do Engenhão e o Botafogo gosta pouco. E o torcedor mesmo não gosta. A preferência de todos, obviamente, era pelo Maracanã. As torcidas não se adaptaram ao estádio", avaliou, sem subterfúgios, o meia, que pede que a torcida faça um esforço para apoiar o time. "A escolha não passa pela gente. Nós vamos precisar do apoio de quem for".

Para o confronto com os cearenses, Abel Braga tem dois importantes desfalques. Deco e Diguinho cumprem suspensão. O técnico está propenso a escalar Rafael Sóbis ao lado de Fred no ataque e Fernando Bob na cabeça de área, mas deixa a definição para os momentos que antecedem a partida.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.